ColunistasRelacionamentos

“depois que conheci você”

depois que conheci

O antes e o depois podem se conectar em formato singular, ainda mais quando refletimos sobre nossa vida antes, durante e após conhecer alguém.



Existem inúmeras receitas e respostas prontas, com algumas delas você pode até se identificar, outras passam longe da forma de agir e pensar, pois cada ser humano é um universo, um mundo de pensamentos, ações e consequências.

Embora você tenha a sua personalidade própria, existem pessoas que chegam para somar, contribuir, ensinar, preparando suas asas para levantar o voo dos sonhos mais íntimos e secretos.

Quando crianças, somos influenciados por inúmeros contos de fadas, até que chega a fase adulta e percebemos que o “lobo” não é mau e que a Chapeuzinho Vermelho pode ser uma grande vilã, de acordo com o contexto analisado, ou seja, tudo muda de lugar: visões, contextos, situações…


Antes de conhecer você, eu imaginava sua forma, sem ao menos saber quando nos encontraríamos e se a imaginação seria compatível com a realidade.

Até que chegou o momento da sua entrada, onde tudo se transformou para melhor! A partir desse momento alguns contos faziam sentido, já outros não…

Não teve carruagem, você não perdeu seu sapato segundos antes da meia-noite, tudo foi bem diferente! Você chegou com a sua totalidade, embora algumas partes remendadas,devido aos sofrimentos do passado, você se mostrou com vontade e a persistência para recomeçar. Todos esses fatores fizeram de você uma pessoa inteira, pronta para mergulhar, mesmo sem saber nadar.


Depois que conheci você, todo passado é simplesmente passado, não tem importância se comparado com tudo o que você acrescenta ao somar neste recomeço, onde a visão é para o hoje, o agora.

Depois que conheci você, pude entender melhor o que é a calmaria, manter o coração calmo e tranquilo para encarar inúmeras situações do cotidiano.

Pensando bem, essa força, essa atitude, esse encontro não pode ser considerado uma ilusão, são fragmentos de felicidade que todos nós podemos viver, sendo que parte da humanidade prefere muitas vezes lutar só e viver com o seu egocentrismo.


Depois que conheci você, o que era sonho tomou forma, sem ser ficção.

Uma realidade onde o caminho não é fácil, porém, com a certeza de que podemos caminhar juntos, e se o barco furar e as ondas impedirem de nadar, podemos até afundar como âncoras, sendo que teremos forças para ir de encontro à superfície e verificar que o sol estará presente, brilhando, com visibilidade ao horizonte ou até mesmo para outras ilhas.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF / pleskachevskaya


Sobre a calmaria que vem depois do término de um relacionamento

Artigo Anterior

Quando eu parei de competir, eu me libertei

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.