Comportamento

Desafio para semana! transformações incríveis vão acontecer…

Pois as vezes é assim, a gente reclama e nem percebe porque vira rotina. Vira parte da gente. E a gente acaba sendo gente chata, ranzinza e afasta as pessoas de perto.



Tem coisa que não tem jeito, tem que reclamar mesmo. Reclamar mas com consciência, reclamar com atitude, reclamar para mudar alguma coisa.

Esse desafio que proponho a você é passar um dia inteiro sem reclamar de nada. Se a vontade aparecer, anote num papel. No dia seguinte repita. E releia o que você reclamaria no dia anterior. Possivelmente não fará mais nenhum sentido.

E sempre se faça essa pergunta: A reclamação que eu tenho a fazer mudará alguma coisa?


Tem quem reclame ainda todos os dias das mesmas coisas. É o trânsito, o tempo, a falta de grana, o trabalho, o relacionamento, o fulano e por aí vai.

Reclamação que se repete age na gente como um mantra. Só que ao invés de atrair coisas boas, acaba por fazer o efeito contrário.

Se você se reconhece na turma dos que reclamam repetidamente, cuidado.

Por favor, mude o disco, mude a música e cante uma canção diferente.


Mude a sua perspectiva de ver o mundo.

Experimente elogiar e ver o belo nas coisas e nas pessoas.

A consequência disso você vai perceber rapidamente.

E te digo: você vai sorrir muito mais!


“Você contempla as estrelas no espaço, mas conserva inexplorado o céu interior. Vasculha a vida alheia assinalando erros e falando mal das pessoas, mas não cuida de analisar seus próprios pensamentos, atos e emoções para julgar se são bons ou maus. Os erros que nos outros você vê não passam de projeções dos seus próprios; o bem que nos outros observa é o reflexo de sua própria bondade. Só mediante a meditação (dhyana) você poderá cultivar o bem-ver, o bem-ouvir, o bem-pensar e o bem-agir.”

(Sai Baba)

Fonte: Carolina Carvalho (ByNina)


11 coisas que as pessoas de sucesso fazem no domingo à noite

Artigo Anterior

7 hábitos que podem ajudar você a “funcionar melhor” pela manhã

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.