publicidade

É hora de desapaixonar e seguir em frente…

Quem apostou na relação foi você. É hora de perceber que acabou faz tempo e você precisa dar um ponto final, é hora de desapaixonar e seguir!

Não, não é fácil abrir mão, deixar ir quem a gente quer junto da gente. Reavaliar, olhar para trás e perceber que o investimento sempre foi seu, não do outro. Quem apostou na relação foi você. É hora de perceber que acabou faz tempo e você precisa dar um ponto final.



Não é fácil desapaixonar, mudar o foco, redirecionar os olhos e ver além. E dói, sim! Talvez seja por isso que muitos suportam relações solitárias, onde somente um faz o todo.

Será que isso é possível? Acontece, mas não deveria! Em uma relação a dois os envolvidos estão dispostos a andar lado a lado e investir medidas compatíveis para alimentar a relação.

Quando você percebe que somente você faz isso, é hora de desapaixonar e seguir!

Ainda que seu coração deseje ficar, você precisa usar sua força e trabalhar sua mente para direcionar sua vida.


Dói e muito! Depois passará e quando passar você vai perceber o quão solitária era sua relação. Vai pensar em toda energia que usou para manter o que já deveria ter acabado no momento que você percebeu onde entrou. A gente percebe, não é? Não no começo, mas depois a vida envia sinais que insistimos em não ver.

Será medo da solidão? Autoestima baixa? Realmente, é importante refletir sobre o que o prendeu em uma relação tóxica, para que isso seja resolvido e, lá na frente, você não esteja em outra relação solitária.

Só não caia na cilada das lamentações, muito menos se culpe por isso. Não foi em vão, tire lições e siga em frente!

Comece se apaixonando cada dia mais por você, respeitando sua história, amando seus detalhes. Sim, eles o(a) fazem único(a)! Entenda que quando você for sua maior prioridade, começará a trilhar um novo caminho em sua trajetória, onde tem autoamor, autoaceitação e poderá ressignificar a relação que se foi. Ela não será mais motivo de dor ou tristeza. Será apenas mais uma lembrança de algo que você simplesmente superou. Claro que foi desafiante, mas passou!


E sabe o que deve ficar? A certeza que o amor-próprio é o amor que fica.

Ainda bem que a vida vem com a opção de seguir em frente. E a gente percebe isso quando nos damos a oportunidade de viver o que realmente merecemos. Um amor que some, que nos faça sorrir, que seja leve. Não mais viver uma relação por medo da solidão ou por qualquer outro motivo que não seja amor.

Um amor que valha a pena!


Direitos autorais da imagem de capa: Rebe Pascual on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.