publicidade

Descoberta na fila da cesta básica, adolescente agora deseja desfilar no exterior e representar o país

Rebeca Farias foi descoberta na sua comunidade e acredita que os sonhos podem se realizar, quando se tem esperança e fé.



Conquistar sonhos não é uma tarefa fácil. Não são todas as pessoas que conseguem chegar ao patamar de trabalhar com o que sonham, muitas nem sequer chegarão perto. A falta de oportunidades e a desigualdade social revelam um país em que muitos garotos e garotas verão seus sonhos voarem para longe, bem diante de seus olhos.

O desejo de ser um jogador de futebol, aquele que queria ser astronauta, a menina que sonhava em ser atriz… Infelizmente, a falta de acesso não permite que todas as crianças alcancem o que imaginaram na infância.

Mas existem algumas histórias capazes de nos deixar mais felizes. Mesmo que saibamos que essa não é a realidade da maioria da população brasileira, sempre que uma pessoa consegue conquistar um sonho, temos que vibrar e comemorar.

Rebeca Farias, uma adolescente de 15 anos, sonhava desde a infância em ser modelo. Imitava poses da Gisele Bündchen e sempre se inspirou na gaúcha, segundo reportagem do UOL.

Direitos autorais: reprodução Instagram/rebecafariasmodelo.

Rebeca é de Salvador (BA), ela mora com sua mãe na comunidade do Pé Preto, uma comunidade simples, mas que lhe agrada por ser muito tranquila. A vida da adolescente mudou totalmente quando ela foi buscar uma cesta básica, no projeto Quabales, em dezembro do ano passado.


Na fila, o responsável pelo projeto, Marivaldo dos Santos, que tem o costume de conversar com todos que por ali passam, perguntou para a menina qual era sua idade e seu sonho de vida. Sem pestanejar, ela lhe contou que queria ser modelo.

Desde os 8 anos, sonhava em ser modelo, a mãe e a tia já haviam tentado ajudá-la a correr atrás desse desejo, procuraram cursos de modelo, agências e books, mas o valor de R$ 1.200 era impossível para as duas pagarem. Marivaldo pediu que Rebeca gravasse um vídeo falando sobre seu sonho e pedindo ajuda para fazer o book.


Mesmo sem ser envolvido com o mundo da moda, o homem enviou o vídeo para algumas pessoas que conhecia, e estas, por sua vez, enviaram para Regina Casé. Rebeca não acreditou!

Hoje ela considera Regina sua madrinha, mas sua história também chegou a Taís Araújo e Ivete Sangalo. Logo, Paulo Borges, da São Paulo Fashion Week, convidou a menina para um ensaio na sua própria comunidade, para mostrar ao mundo de onde ela vem. O maquiador e fotógrafo Fernando Torquatto também fez outro ensaio com a adolescente.

Rebeca conta que naquele momento se sentiu realmente modelo. Os profissionais conduziram a menina nos ensaios para que ela aprendesse a fazer as poses, reforçando aquele sentimento de que aquele era o lugar onde deveria estar. A adolescente explica que sempre foi vaidosa, principalmente com o cabelo, cuidando para garantir sua definição.

A garota explica que, atualmente, está fazendo um curso de mídias sociais para aprender a produzir conteúdo para o Instagram, rede por onde ela costuma mais interagir com o público. Mas revela que até chegar aqui já sofreu muito preconceito e bullying, as pessoas falavam que ela era alta demais e muito magra, e também a chamavam de muitos nomes pejorativos por conta da cor da sua pele. Isso atingiu seu psicológico, mas não foi suficiente para derrubá-la.

Direitos autorais: reprodução Instagram/rebecafariasmodelo.

Rebeca fica chateada com os episódios de racismo que sofre e com os aqueles de que toma conhecimento, para ela isso é um ato desnecessário praticado, em alguns momentos, por pessoas que se divertem em praticar o crime, buscando atenção a qualquer custo. Mas ela conta que está muito feliz porque percebe que as mulheres estão cada vez mais rebatendo o preconceito sem entrar em depressão com os comentários, assumindo que são negras de fato.

A modelo é uma inspiração para todas as meninas das comunidades, que compartilham do mesmo sonho, e explica que elas devem ter fé, mas também o pé no chão.

Rebeca passou a ser agenciada pela Way Model e consegue se ver daqui a alguns anos trabalhando no exterior. Seu sonho é representar o Brasil em passarelas e campanhas de marcas famosas, que apostarem no seu potencial.

O primeiro dinheiro que ganhar será usado para construir uma casa para sua mãe, diarista, que sempre confiou no potencial da filha. A modelo ainda deseja ajudar a comunidade onde mora e dar muito orgulho para o lugar de origem, mostrando a todos que seus sonhos não têm limites!

O que achou da história da Rebeca?

Compartilhe com seus amigos e nas suas redes sociais para outras pessoas conhecê-la!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.