4min. de leitura

Desconecte-se para conectar-se profissionalmente

Talvez essa frase: “Desconecte-se para conectar-se profissionalmente” assuste um pouco algumas pessoas e ajude outras.

A verdade é que observo as lamúrias de alguns empresários, líderes e gerentes, totalmente insatisfeitos com suas equipes. A insatisfação é pelo fato de suas equipes ficarem mais tempo nas redes sociais do que trabalhando, não cumprindo com suas obrigações, por não estarem totalmente conectados com os seus afazeres profissionais.


Recentemente, em uma resenha com minhas amigas, uma delas comentou que seus colaboradores ficam o horário de expediente assistindo a vídeos ou conversando no WhatsApp, outra comentou que o WhatsApp se tornou uma epidemia na empresa dela.

Mas não foram somente minhas amigas que comentaram sobre a virose dos “Conectados”, uma gerente também comentou que sofre muito com os relatórios mensais atrasados, todos os meses a mesma coisa: reunião, cobranças, advertências, stress total a cada fechamento de mês, tudo por causa das redes sociais.

Lembro-me de um professor, na minha pós-graduação; ele simplesmente perguntou quem estava disposto dedicar aos estudos naquele final de semana. E quem estava ali para cumprir horário. Quem estava para estudar fez o favor de guardar o celular, quem estava interessado em cumprir horários, ele entregaria o conteúdo e a pessoa não precisaria assistir às aulas, ele lançaria presença e daria uma nota simbólica para não reprovar o (a) aluno (a).


Sabe o que aconteceu? Silêncio total! Todos permaneceram em sala de aula. Todos desconectados das redes sociais e conectados aos estudos.

Ele conclui o módulo e todos interagiram, nos intervalos era permitido o uso do celular.

Fiz questão de compartilhar esse exemplo. Existem muitas empresas que precisa estabelecer regras e, de uma forma geral, nós também precisamos estabelecer regras em nossas vidas, e respeitar as normas estabelecidas nas empresas que trabalhamos ou prestamos serviços.


Virei-me para as minhas amigas e perguntei quais eram as normas estabelecidas pela empresa para os seus colaboradores.

Elas ficaram pensativas, e uma delas retrucou: – Isso não justifica. Local de trabalho não é lugar para bate-papo virtual e vídeos.

Concordei e repito: Concordo plenamente! Local de trabalho não é lugar para bate-papo virtual e vídeos.

Embora algumas regras fujam às exceções, algumas pessoas precisam interagir nas redes sociais para realizarem vendas, pais para acompanharem seus filhos, profissionais para sanarem alguns problemas. Mas, convenhamos, a ocasião faz o ladrão. Onde não existem regras, não se pode exigir disciplina.

Querem que sua equipe seja exemplo, plantem exemplos, façam regras, estabeleçam limites.

Faça com que os desconectados profissionais se conectem às melhorias, aos problemas e às mudanças de sua empresa ou da sua liderança.

Permita que sua equipe se redescubra e caso eles ainda queiram conectar-se nas redes sociais, faça você a sua escolha, deixe-os disponíveis para o mercado de trabalho.

Existem muitas pessoas que precisam de investimento, de oportunidades para apresentarem suas capacidades de fazerem o seu melhor. Invista em que deseja conectar-se ao seu grupo.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: wavebreakmediamicro / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.