4min. de leitura

Desculpa, mas o amor não é romântico! E sério. Seu amor foi perfeito para mim, sem tirar nem pôr.

Desculpa, mas o amor não é romântico! E sério. Seu amor foi perfeito para mim. Um dia foi… sem tirar nem pôr.

Você sempre foi o meu melhor amigo, “best friend forever”. Nossa relação era amizade colorida tipo Batman e Robin (desculpa, não consegui evitar a piada).


A gente riu tanto junto, a ponto de chorar de alegria. E só você conhece a minha risada verdadeira. Fomos parceiros na alegria e na dor, pois quantas vezes você me abraçou e me viu desidratar de tanto chorar.

Perdi a conta de quantas vezes te liguei só porque vi um vídeo, filme, série, meme, música – só porque me lembrou de você! Você entupiu minha caixa de e-mail com vídeos de animais fofos. Te encaminhei textos, te marquei nas redes sociais, sabe você fazia parte do meu dia…você foi muito amado!

Tínhamos juntos planilha financeira, livros, videogame, pastas no computador com futuros projetos, e um peixe; Fotos, Planta da casa e Lembranças.


Nos amamos tanto que nos transformamos em um. Um exemplar de gostos e personalidades diferentes, cada um com sua individualidade, mas que juntos a fusão era perfeita!

Andamos juntos de ônibus, van, bicicleta, e a pé. Você sempre foi buscar sorvete no inverno, pois sabe que eu amo, aliás, você é expert “um sundae de caramelo com calda extra, sem amendoim, por favor,” e eu te vi comer 14862095 Doritos.

Acordar, dormir, ficar doente, pegar fila, fazer faxina, matar pernilongos e fugir das baratas.


Passamos por Copa do Mundo, Olimpíadas, Natal, Ano Novo, Páscoa, Aniversários, Dia dos namorados, dos pais, das mães e das Crianças. Ufa! 365 dias e 87600 horas seguindo para o mesmo lado. Há tantos tickets de cinema guardados na gaveta.

Sem contar às vezes que fingi não ter visto o episódio da série, para poder rever com você.

Porque o amor é uma grande amizade, mudamos o tempo todo. E depois de um tempo você percebe que o amor tem fases, e que de tempos em tempos um vai gostar mais do outro, isso irá se inverter várias vezes, até quase se igualar.

Porque o amor não se põe na balança.

Fui seu colo em momentos de frustração, em dias e noites de “bad”. Fiquei de conchinha enrolando seu cabelo até você adormecer.

Aos poucos a ausência já não era mais sentida, e os esforços necessários para continuar a engrenagem do amor pararam de rodar.

Eu acredito que nesse mundão há outra tampa na panela, alma gêmea, metade da laranja, outros que irão “ornar” com você.

Pois pertencemos um ao outro por um período total de amor e não é justo que o apego seja maior que o nosso amor próprio.

Sabe, porque amar e ser amado dói, e talvez não conseguimos segurar a barra…

O nosso amor deu sinais de aviso prévio. Mas mandamos direto para a rescisão.

_________________

Direitos autorais da imagem de capa: gstockstudio / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.