Notícias

Defesa de Monique disse que “desespero fez arrancar o mega hair” sobre ida a salão dia após o sepultamento

Mãe do menino Henry teria arrancado o cabelo por sentimento de desespero após a morte do filho, segundo advogados. Saiba mais!



A morte do menino Henry tem comovido a muitas pessoas, especialmente por todos os detalhes de agressão e crueldade da parte do padrasto, Jairinho, e do conhecimento da mãe, Monique, sobre a violência que o menino sofria.

Quando foi divulgado que Monique, suspeita do crime junto com o marido, esteve em um salão no shopping na Barra da Tijuca, no dia seguinte ao sepultamento do filho, o sentimento de indignação de muitas pessoas aumentou ainda mais.

Segundo informações do O Globo, a professora esteve em 12 de março no local, sendo atendida por 3 profissionais, totalizando R$ 240 em serviços realizados. Uma conversa recuperada no celular dela, com uma atendente do salão, que consta no inquérito da Polícia Civil, confirma a presença de Monique no salão.


A defesa de Monique afirmou que ela esteve no estabelecimento para fazer a manutenção do mega hair, e que o desespero a fez arrancar os cabelos, tendo que ir consertá-los, pois não podia se apresentar daquela maneira.

Esse é o mesmo salão em que ela esteve em 12 de fevereiro, quando a babá de Henry, Thayna de Oliveira Ferreira, a contou em tempo real sobre as agressões de Jairinho ao menino. No dia, ela estava fazendo procedimentos no cabelo e nas unhas, e voltou apenas mais tarde para casa.

Nesse dia, Henry, de 4 anos, morto no dia 8 de março, fez uma chamada de vídeo para Monique. Em depoimento prestado na 16ª DP (Barra da Tijuca), a cabeleireira que a atendeu contou que o menino perguntou à professora: “Mamãe, eu te atrapalho?” e “mamãe, o tio disse que eu te atrapalho”, ao que Monique respondeu que não, de forma alguma. Henry ainda teria dito “mamãe, vem pra casa” e “o tio bateu” ou “o tio brigou”.

A cabeleireira ainda disse que a professora estava “um pouco agitada” e que, ao terminar de fazer as unhas, recebeu uma ligação, a qual atendeu dizendo: “Você nunca mais fale que meu filho me atrapalha, porque ele não me atrapalha em nada”, acrescentando “você não vai mandar ela embora, porque se ela for embora, eu vou junto. Porque ela cuida muito bem do meu filho. Ela não fez fofoca nenhuma. Quem me contou foi ele.”


Segundo a profissional, Monique gritava ao telefone e, depois de encerrar a chamada, perguntou a ela se havia algum lugar no shopping que vendesse câmeras, sendo indicada a ir em uma loja de eletrodomésticos. Uma câmera foi encontrada dentro de uma caixa na estante no quarto do menino na simulação realizada no apartamento em que vivia com a mãe e a madrasta.

Ator Paulo Gustavo segue sem hemorragias. Médicos estão mais confiantes em sua recuperação

Artigo Anterior

Ronan Souza, marido Pocah, revelou ter identificado 4 envolvidos nos ataques à filha da cantora

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.