Desfaça-se desses hábitos que roubam sua felicidade

Definitivamente você se torna o que você faz repetidamente. Se seus hábitos não te fazem bem, eles te fazem mal, ponto. Vou te dar umas dicas de como ter sua felicidade menos sugada aos poquinhos.



1.  Foque na história de todo mundo, menos na sua.

Não fique satisfeito com o sucesso dos outros ao ponto de não cuidar do seu próprio. Crie sua própria história e a torne realidade. Você tem tudo que precisa para se tornar o que quer ser. Mudanças incríveis acontecem quando você passa a controlar sua própria vida. Consuma menos e crie mais. Pare de deixar que os outros decidam o que você faz, fala ou pensa. Aprenda a respeitar e escreva seu caminho com suas próprias ideias.

Se você quer que sua vida alcance novos patamares, remova os obstáculos desnecessários na sua vida, pare de ficar perto do que te suga e mantenha consigo o que te dá asas. Não tire de perto do seu coração seus maiores desejos e objetivos, e dedique um tempinho da sua vida para eles todos os dias. Se você realmente se importa com algo mas é negligente, nunca vai conseguir nada.

2.  Espere o momento perfeito.

Não acredite na lenda do momento perfeito. As pessoas vivem esperando que aconteça um momento perfeito, que as estrela se alinhem ao seu favor… acorde! Você deve tornar eles o que você quiser. Perfeições não existem.


Sua habilidade dar o seu melhor é proporcional à sua vontade de agir diante da imperfeição. Você cresce conforme aprende a lidar com as linhas tortas da vida.

3.  Trabalhe por um salário apenas.

Trabalhar sem interesse e prisão. Mesmo que você não seja totalmente apaixonado pelo seu trabalho, um mínimo de interesse tem que existir. Quando você cria um estilo de vida onde seu trabalho  é algo que você sofre para fazer todos os dias, você vai passar sua vida invejando a vida de outra pessoa.

Pense: seu trabalho preenche boa parte da sua vida. O lance não é o dinheiro, é você. Ignore as propagandas, especialmente aquelas que dizem “não deixe que seu trabalho te defina”. Mude para “Vou fazer o que me define”. Se seu trabalho expressa pelo menos um pedacinho de quem você é de verdade, as coisas estão indo muito bem.


Interesse no seu trabalho gera qualidade tanto no seu trabalho quanto na sua vida. Não se venda por um salário. Vá procurando até achar o que te interessa de verdade.

4.  Nutrir sentimentos de ódio.

Martin Luther King Jr. disse: “EA escuridão não pode expulsar a escuridão, apenas a luz pode fazer isso. O ódio não pode expulsar o ódio, só o amor pode.”  Verdade seja dita, conforme a gente vai odiando, a gente esquece a fonte do ódio, ele nos consome. Esquecemos o que odiamos, quem ou quando. Apenas odiamos. Naturalmente, começamos a odiar a nós mesmos.

Absolutamente tudo que você odeia absorve espaço no seu coração e na sua mente. Se você quer eliminar algo da sua mente, não odeie: disconecte. Siga em frente, não olhe para trás.

5.  Mantenha seus medos e preocupações.

Um dia, você vai olhar pra trás e perceber que suas preocupações e medos nunca aconteceram – eram tudo fruto da sua imaginação. Por que não perceber isso agora?Quantas oportunidades você perdeu por causa da sua negatividade? Não há nada para se fazer com o que já passou, mas você pode cuidar do que ainda está por vir.

Você vai descobrir que é importante deixar algumas coisas na vida pra lá, simplesmente por elas serem pesadas. Não coloque grilhões desnecessários em você. É incrivelmente fácil curtir o agora, é só deixar o que te pesa pra lá.

Deixe suas preocupações e medos pra outra hora. Por baixo de todas essas preocupações e tretas há uma pessoa muito propensa a ser feliz e produtiva.

6.  Afogue-se em dificuldades.

Um dia ruim é apenas um dia ruim. Não repita os mesmos erros, se possível. Analise bem o que foi feito e corrija. Tome nota dos seus vacilos e ajuste-os, não deixe que eles possuam uma parte maior da sua vida.

Crie novas lições e novas possibilidades todos os dias. Sempre há como dar um passo além no seu caminho. Às vezes podem acontecer eventos terríveis, mas dá pra aguentar de uma forma ou de outra, e seguir em frente.

7.  Sempre procure contentações passageiras.

Há 2 tipos de contentações na vida: as passageiras e as duradouras. A passageira acontece devido a conforto material, enquanto a duradoura acontece por conta do crescimento da sua mente. É difícil diferenciar um do outro às vezes, mas depois de um tempo você percebe que o segundo tipo é muito superior.

As satisfações duradouras persistem sobre os altos e baixos da vida, pois conforme as coisas variam, sua mente continua confiante e em paz. Por outro lado, quando a vida resolve sacanear tudo ao seu redor, nem mesmo os maiores confortos físicos não fazem sua felicidade durar muito.

8. Tente fazer diferenças grandes de uma vez.

Se você quer mudar o mundo, comece com o mundo ao seu redor. Fazer com que o mundo inteiro mude de uma vez só geralmente é impossível, e o processo é extremamente doloroso e stressante. Por outro lado, fazer a diferença na vida de poucas pessoas é perfeitamente possível e fácil, é só focar em uma de cada vez, começando pelo mais próximo de você.

Se você quer mudar o humor de alguém, mudar o das pessoas ao seu redor pode ser mais fácil. Se você faz uma pessoa sorrir, o sorriso dela pode fazer outras pessoas sorrirem também. Pensando dessa forma, dá pra ser tocante entre as massas sem se stressar.

9.  Dependa de alguém que te machuca.

Às vezes a gente tem que se afastar das pessoas, e não é porque não nos importamos com ela, e sim porque elas não se importam com a gente. Quando alguém te machuca aceite o fato de que ela não se importa contigo. É algo difícil de lidar, mas necessário. Não se esforce em agradá-la mais. Não gaste mais um segundo sequer da sua vida com essa pessoa.

10.  Superestime a importância da atração física.

Se importar apenas com a beleza exterior é como escolher a comida pela cor ao invés do sabor. Não faz sentido, são as características que nossos olhos não vêem que criam a verdadeira atração.

Algumas pessoas preferem menta, outras preferem canela. Pessoas se atraem por coisas diferentes, Você possui um conjunto de coisas que atraem certos tipos de pessoas, lugares e coisas. Às vezes até suas cicatrizes na sua alma são críticas para manter a conexão que os manterá grudados no decorrer dessa longa jornada.

E você? Conhece mais algum hábito que devemos nos desfazer que nos matam aos poucos?

 

Fonte: AutoConhecimento 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.