Desrespeito e preconceito são irmãos. E malvados!



Investigações sentimentais apontam que Desrespeito e Preconceito são irmãos e, frequentemente, são vistos andando, um na companhia do outro.

Juntos, eles têm uma missão repugnante: serem maus o tempo todo.

Ouço falar que o Respeito, esse sim,um bom moço, anda meio sumido ultimamente. Na certa, não tem encontrado freguesia, porque o negócio dos dois irmãos se tornou cada vez mais próspero. Eu concordo que ele realmente tem aparecido menos do que se gostaria e até acho que deveria se fazer mais presente em mais ocasiões.

É nas decisões mais complicadas, sobre situações delicadas e nas pessoas mais frágeis que o Desrespeito e o Preconceito procuram agir; naqueles que, supostamente, não se encaixam nos padrões que foram estabelecidos pelo mercado humano, eles agem incomodando e alegando a não pertença a esses padrões, causando segregação e violências de variadíssimas formas.

Quero deixar aqui relatadas as várias vezes em que os vi aparecer e me roubar o direito de ser quem sou. Registro meus acontecimentos na esperança de que o Respeito me socorra com mais frequência.

Confesso que vi o Desrespeito chegar sorrateiro em todas as incontáveis vezes que me disseram que a cor da minha pele não era adequada e que eu deveria tomar um pouquinho mais de sol; em todas as piadas feitas pelo sobrenome de pronúncia um tanto complicada; na julgada incapacidade causada pelo uso da mão esquerda nas tarefas diárias.

Senti o Desrespeito agir quando mil palpites pretenderam recriminar minha escolha para os nomes das crianças que eu esperava; quando a opção de agir de forma correta usando verdade e honestidade, foi tachada de método das antigas.

Nestas, entre outras inúmeras vezes, o Desrespeito aparecia sem cerimônia e quando o Preconceito não mostrava a cara, eu podia senti-lo à minha espreita.

Agora me pergunto se eu também, em uma ocasião ou outra, não expulsei a pontapés o Respeito, e ele saiu, sentindo-se injustamente rejeitado.

Até entendo que muitos desses fatos ocorrem porque não nos dispomos a combater a dupla malvada. Mas, lá no fundo, penso que o método mais eficaz seria cada um cuidar da sua própria vida, das suas particularidades e escolhas e se entender bem com elas. Isso evitaria problemas de todas as naturezas, fossem ele passivos ou ativos.



Mas imagino que a vida de todos nós, esteja cheia de marcas negativas e mágoas mal curadas, causadas por esses vilões astutos.

Chegou o tempo de dizer que não queremos mais carregar estas marcas e que precisamos ser cuidadosos para não ferir ou maltratar mais ninguém.

Deixemos o Desrespeito e o Preconceito, elementos tão indesejáveis, fora das nossas vidas.

E enxerguemos as diferenças e opiniões alheias na presença do Respeito. Afinal, apesar de o mundo estar super moderno, ele é bom e todo mundo gosta dele!

____________

Direitos autorais da imagem de caapa: kanzefar / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.