Comportamento

Detetive particular conta da rotina nas redes sociais: “Já flagrei marido tendo caso com a sogra”

Foto: Reprodução
capa site Detetive particular conta da rotina nas redes sociais Ja flagrei marido tendo caso com a sogra

Patrícia trabalha há 30 anos na área, e começou investigando infidelidade dos namorados das amigas, até que se viu numa profissão que tem procura alta.

A desconfiança é um dos sentimentos que mais causam desconforto, principalmente quando envolve pessoas com as quais se mantém uma relação íntima, seja ela amorosa ou não. Sentir que ela está presente durante as trocas interpessoais pode levar a pensamentos obsessivos, e muitos sentem que precisam fazer algo para resolver a situação.

O diálogo é sempre o primeiro caminho a ser tomado, mas e quando a pessoa garante que não existe nada, que tudo não passa de fruto da sua imaginação, e mesmo assim aquela desconfiança não desaparece? É aí que Patrícia Karany, de 48 anos, entra em ação. Trabalhando como detetive particular há três décadas, ela garante que são raros os casos em que a suspeita é infundada.

Em entrevista ao UOL, a profissional contou que começou investigando namorados de amigos, até que viu seu público crescer aos poucos. A detetive é formada em Direito, mas acabou seguindo a linha de investigação sem sequer exercer a profissão oficialmente. A linha de trabalho calhou com aquilo que sempre gostou de fazer: observar os outros.

A detetive compartilha alguns casos que investiga em suas redes sociais, sempre ocultando os nomes dos envolvidos e colocando uma pitada de humor em cada publicação. Dentre as inúmeras histórias de que foi atrás, os adultérios representam a maior parcela dos pedidos, inclusive já chegou a flagrar noivos, maridos e namorados saindo com as próprias sogras, e isso não é incomum como pensam.

2 Detetive particular conta da rotina nas redes sociais Ja flagrei marido tendo caso com a sogra

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @patricia_karany

Outro caso inusitado que já investigou foi quando um advogado bem-sucedido, casado e com filhos, pediu que ela fosse atrás do amante —outro homem bem-sucedido, casado e com filhos. Ela acabou descobrindo que o amante realmente estava saindo com uma terceira pessoa, uma colega de trabalho. São muitos os casos em que as pessoas mantêm amantes ou parceiros fixos durante anos, sem que o marido ou esposa desconfiem de nada.

Lei

A profissão de detetive particular foi aprovada pelo Senado em 2017, quando o Projeto de Lei nº 106/2014 regulamentou “a coleta de dados e informações de interesse privado”. O PL estabeleceu competências e ainda passou a exigir formação dos profissionais para que o trabalho fosse feito “às claras”. Na época da regulamentação, segundo reportagem do jornal O Tempo, a estimativa era de que existiam, no mínimo, 50 mil autônomos trabalhando na área em todo o país.

3 Detetive particular conta da rotina nas redes sociais Ja flagrei marido tendo caso com a sogra

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @patricia_karany

Ainda que a maior procura seja de casos extraconjugais, os detetives particulares também vão atrás de pistas de pessoas desaparecidas, filhos adolescentes que os pais querem fiscalizar, monitoramento de cuidadores de idosos e crianças, além de empresas que querem checar se os funcionários cometem alguma irregularidade.

Todas as investigações ocorrem em sigilo, mas quando o profissional se depara com alguma situação fora da lei, a ética o obriga a denunciar formalmente à polícia. Patrícia chegou a descobrir um caso de abuso infantil e informou ao cliente que precisaria denunciar, o que acabou acontecendo.

Sigilo e trabalho legal

Embora alguns clientes sintam medo de registrar fotos, vídeos e outras gravações, Patrícia garante que sempre faz tudo dentro da lei e que não é preciso sentir medo. Se uma pessoa quer colocar câmeras e escutas dentro de casa para flagrar uma possível infidelidade do marido ou da esposa, ela pode, já que dentro de um casamento tudo vira sociedade, sem falar que a casa também é propriedade do cliente em questão.

4 Detetive particular conta da rotina nas redes sociais Ja flagrei marido tendo caso com a sogra

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @patricia_karany

Como é advogada, Patrícia faz questão de trabalhar sempre sem cometer infração. Em muitos casos, por exemplo, os agentes dela temem ser enquadrados na Lei de Stalking, então para que isso não aconteça, ela chega a mudar as escalas dos profissionais duas ou até três vezes no mesmo dia. Confira abaixo um dos casos da detetive:

0 %