Detox das amizades – esquece quem não te faz bem!

4min. de leitura

As pessoas com quem nos damos refletem muito bem aquilo que pensamos: seja acerca de nós mesmos, das pessoas em geral e da vida. Cada convívio que temos com alguém é a evidência do convívio que temos connosco mesmos.



Podemos fingir o sorriso que quisermos, se nos sentimos mal quando estamos sozinhos isso vai-se refletir nos restantes acontecimentos. Há por aí muita gente insegura que parece ter uma vida social esplêndida, mas, se de repente estiver num momento difícil, os amigos magicamente desaparecem.

Na era dos amigos virtuais, há muita necessidade de nos mostrarmos, numa espécie de competição para ver quem é que tem a vida melhor – porquê? Porque as pessoas têm necessidade de carinho, de atenção, de ter alguém com quem falar. Porém, isto torna-se num círculo vicioso, porque ao mesmo tempo que todos procuram alguém com quem possam desabafar, todos estão demasiado ocupados a tentar provar aos outros o quão boa a sua vida é.

detox-de-amizades-01


Toda esta “tralha” interna ocupa demasiado espaço na nossa vida e, consequentemente, na nossa mente. Habituados ao ritmo acelerado das informações, de ver como é que toda a gente está e quase querendo manter-nos a par do nível de vida deles, treinamos a nossa mente a apenas dar atenção ao que é externo a nós.

Desintoxicar é preciso. Porque, se formos a ver bem, as coisas superficiais corrompem a mente. Implantam crenças que não nos servem e distraem-nos do que realmente importa: as coisas simples, o conforto, o amor, a alegria despreocupada.

Quanto menos obstruções tivermos à nossa felicidade, mais rapidamente ela flui. As transformações tornam-se visíveis e evidentes de que são fruto da nossa permissão.


Assim, selecionar as companhias é muito importante. Quando queremos limpar o “lixo” interno, devemos ter em atenção também as coisas físicas que nos estorvam: pessoas, hábitos e até mesmo objetos. Temos de dar espaço, ou o Universo faz isso por nós.

Pela minha experiência, quando entramos numa frequência de pensamento e emocional mais elevada, as pessoas que já não condizem com ela simplesmente saem da nossa vida – isso mesmo. Isto pode acontecer da maneira que for mais conveniente: se for o caso de uma amizade que outrora era forte, pode acontecer uma discussão ou desentendimento que faz com que a outra pessoa nunca mais fale connosco. Não se assustem, isto faz parte do processo.

Em todos os casos, a amizade não era tão importante assim, e parece que nos sentimos mais leves sem a pessoa. O facto é, que a pessoa se foi embora não por causa de algo que nós fizemos, mas porque simplesmente já não nos acrescenta. Se nos fez mal no passado, fez-nos adquirir um novo desejo de sermos tratados bem, e mecanismos para isso acontecer.

detox-de-amizades-02

As pessoas que nos trataram mal são tóxicas, porque se tentarmos entrar na sua onda, somos puxados. Elas não fazem por mal, mas têm uma necessidade de atenção maior, só que ainda não aprenderam a cuidar e amar a si mesmas. Assim, devemos deixá-las ir, em vez de nos tentarmos livrar delas.

 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.