publicidade

Deus é um só. é preciso sentir sua presença vinte e quatro horas por dia

Eu acho que muitas vezes é questão de tentar de resgatar e de buscar aquilo que não se quer perder. É questão de tirar aquele véu que encobre e que limita o coração.



Só a aproximação e a reaproximação daquilo que precisamos pode nos dar um novo momento uma nova chance de sentirmos onde ficaram nossos sentimentos. Pode nos dar a luz da vida refletida em nossa imagem através do que buscamos e diante do que podemos conciliar cuidar e aceitar, sem medo.

Por vezes buscamos muitas desculpas e não cuidamos realmente do que é importante para nós.

E nós somos especiais, somos importantes somos únicos. O som de nossa voz é único, o toque de nosso coração também. Cada um é cada um.

O certo seria que cada um plantasse em seu solo menos rusgas, mais afetos, mais parceria e um jeito melhor de buscar entendimento.


Hoje as pessoas se afastam, discutem, irritam-se por pequenas coisas e, muitas vezes, dissolvem laços que antes pareciam indissolúveis.

Resistir aos temporais ser menos tempestivo, buscar em alguma palavra de conforto o sentido da paz interior assim como buscar entender ao outro, é exercício diário.

Outro dia, ao caminhar pela rua vi um casal. Ela ia mais atrás e ele ia mais a frente. Ele dizia a ela que ela era irritante que se enervava com qualquer coisa. E ela vinha atrás desfiando um rosário para rebater aquilo que ele dizia.

Fechei os olhos e pensei como a vida anda conflitante. O que será que é bom para nós, o que será que é bom pra que tudo ande em mais calma e harmonia. Não dá para trocar a alma das pessoas, não dá pra trocar suas personalidades. Não dá pra querer viver a vida de cada um.


Por isso, penso sempre nos resgates, nos carmas, nas coisas que vieram de outras vidas.
Pessoas se enfrentam diariamente, digladiam-se. Parece que não sobra tempo para viver momentos de felicidade sincera.

Admiro gente que agradece, sorri, sabendo que tudo vai melhorar e que o hoje é o que é preciso aceitar e aprender a viver. Admiro gente que não se preocupa com as futilidades da vida, que cuida e planta mais sementes do bem. 

Existe gente assim, existe sim. E eu me sinto bem quando pessoas assim tão raras se dispõem a ajudar. São almas mais antigas e evoluídas.

Muitas vezes em meio à multidão, só vejo rostos e semblantes que parecem nem saber aonde vão.

As pessoas andam sós, sós de tudo. E muitas vezes eu me deparo pensando no que é justo, no que é merecimento, no que é que devemos investir.

Em nós, em Deus, nos nossos sonhos, muitas vezes desfeitos pelos efeitos do tempo, pelas causas e efeito do que causamos muitas vezes a nós mesmos. Por termos nos permitido tantas coisas. Por termos vivido nossos silêncios e gritado as nossas dores bem baixinho.

Por termos muitas vezes nos podado, nos colocando no bolso de algum blusão e fechado o zíper.

Tudo é isso mesmo uma grande transitoriedade, tudo por vezes se torna claustrofóbico e a gente só quer correr e sair dali daquele lugar que nos assusta.

Será que a paz é tão difícil assim? Será que não existe mais crença no coração das pessoas?

Talvez uma evolução ou uma revolução espiritual atraia coisas melhores e mais fortalecidas uma reforma íntima melhore o estilo de vida de cada um.

O que vejo também é muitas pessoas indo em busca de respostas, indo atrás de entender mais a própria existência.

Que seja dentro da de cada um e no que cada um realmente acredita.

Deus é um só. É preciso sentir sua presença vinte e quatro horas por dia!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.