Notícias

Devendo R$ 3 milhões em pensão, goleiro bruno compra carrão

capa bruno

Morando em Cabo Frio, na Região dos Lagos, onde cumpre pena em regime aberto pelo assassinato de Eliza Samudio, Bruno Fernandes, o Goleiro Bruno, está de carro novo. Apesar de dever cerca de R$ 3 milhões em pensão alimentícia para o filho Bruninho Samudio, ele agora anda a bordo de um automóvel de R$ 80 mil.



O modelo, um Kia Sorento 2013 foi adquirido numa revenda da cidade onde ele mora. A empresa fez questão de postar o cliente famoso em seus stories, mas rapidamente apagou a foto de Bruno, a mulher Ingrid Calheiros e a filha dos dois.

Aos 11 anos, Bruninho Samudio vai cursar a sétima série em 2022. O garoto, fruto de um relacionamento entre Eliza e o goleiro, tem bolsa integral numa das melhores escolas particulares de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde mora.

Com o ano letivo terminando, é hora de comprar novos materiais e o uniforme escolar. O que vem tirando o sono de Sônia Moura, avó do garoto.


“Chega essa época e tenho que comprar os livros didáticos, material para ele, uniforme… É um gasto de quase R$ 2 mil reais”, contabiliza.

 

Sem uma fonte de renda regular, Sônia e Bruninho contam com os ganhos do marido dela, tapeceiro. Este ano, a mãe de Elia até tentou tirar um extra com a plantação de milho num sítio que tem no interior do estado. “Mas foi a pior seca que já vimos e perdi tudo”, lamenta.

Enquanto faz cálculos mirabolantes para conseguir arcar com o que o neto precisa, Sônia se indigna com as tentativas frustradas da Justiça em citar Bruno no processo de pensão.


“Até hoje não sei como não o encontram. Ele está jogando num time amador, tem endereço fixo, e todo mês tem que se apresentar em juízo. Como pode?”, questiona ela, ainda muito abalada com a história do tatuador que se “fantasiou” de goleiro Bruno carregando um saco de lixo onde se lia Eliza, numa festa de Halloween, em Manaus.

 

A situação de Sônia e Bruninho chamou atenção de alguns amigos, que solidários estão tentando levantar recursos que possam auxiliar nos gastos de início de semestre. A psicóloga e coach, Renata Gouvêa, que atua no estado de São Paulo, e conheceu avó e neto através dos noticiários, decidiu ela própria fazer uma rifa para ajudar o menino.

 


meio

Direitos autorais: reprodução

“É mérito dele ter conquistado uma bolsa integral numa escola de ponta, mérito da avó que cria o neto praticamente sozinha, pagando pelas despesas, inclusive a terapia, que até hoje o Estado não providenciou”, aponta Renata: “Vamos fazer essa rifa e o que for angariado vai para que ele possa ter os livros que precisa”.

Bruninho também é bolsista da escolinha de futebol na qual é goleiro na categoria de base. Até agora, o rendimento na quadra surpreende a todos, e em breve ele deverá ir para os campos, onde espera ser um dia titular na rede do São Paulo.


Homem revolta filho de Eliza Samudio ao se ‘fantasiar’ de goleiro Bruno

Artigo Anterior

Mulher muda de país, leva 9 pets e companhia aérea envia fotos durante o voo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.