Comportamento

Dieta macabra: mulher come as cinzas do marido e diz que isso a está ajudando a emagrecer

Capa Dieta macabra mulher come as cinzas do marido e diz que isso esta lhe ajudando a emagrecer

Casie disse comer as cinzas do marido cerca de cinco vezes ao dia.



Uma história que já era triste tomou um rumo extremamente bizarro. Uma mulher de 26 anos, do Tenessee, nos Estados Unidos, confessou se alimentar das cinzas do marido morto por meses, diversas vezes ao dia, durante meses.

Ela ainda declarou que a ingestão das cinzas a ajudou a emagrecer, uma vez que sua dieta se resumia a comer apenas os restos mortais de Sean todo dia.

Casie e Sean eram inseparáveis, desde que se conheceram, em 2009, e casaram-se rapidamente, apenas 10 meses após o primeiro encontro. No entanto, o mundo de Casie veio abaixo ao fim de apenas dois anos e meio juntos, quando Sean teve um ataque de asma fatal, que o levou à morte.


Para lidar com o luto, Casie comprava e preparava as comidas favoritas de Sean regularmente, mas não comia nada, o que causava estranheza a quem a conhecia e sabia da dinâmica do casal. A viúva também carregava a urna onde o que sobrou de Sean descansa para todo lugar, hábito que ainda sustenta.

No supermercado, shopping, parques, passeios, restaurantes e até no cinema é possível vê-la agarrada à urna com os restos mortais do seu amado esposo. Ela percebe que algumas pessoas pensam que ela está apenas brincando, mas Casie acha normal levar o seu marido a todo lugar, mesmo que agora seu espírito esteja em outro plano.

De acordo com informações do portal de notícias britânico The Sun, Casie experimentou as cinzas do parceiro falecido sem querer. A mulher relatou ao programa de TV paga “Meu Estranho Vício”, da TLC, que a primeira vez que consumiu os restos mortais foi quando a urna crematória de Sean chegou à sua casa. Havia cinzas no fundo da caixa que Casie não quis jogar fora, pois estava muito abalada por serem tudo o que restou do querido esposo. Então ela lambeu os dedos, passou-os no fundo da caixa e levou-os à boca, ingerindo as cinzas.

2 Dieta macabra mulher come as cinzas do marido e diz que isso esta lhe ajudando a emagrecer

Direitos autorais: reprodução TLC/Meu Estranho Vício.


Naquele momento, ela não sabia, mas estava dando início a um vício sem precedentes. A mulher passou meses comendo apenas as cinzas do marido, de cinco a seis vezes ao dia, motivo que ela considera tê-la ajudado a perder três quilos desde que começou essa “dieta macabra”.

A forma favorita dela de comer as cinzas é passar os dedos na urna até juntar uma quantidade generosa e então lambê-los. Casie descreve o gosto como similar ao de ovos podres, lixa e areia, o que no começo a deixava enojada, mas hoje ela gosta.

Casie não faz seus “lanchinhos diferenciados” em público, apenas no conforto do seu lar ou dentro do carro. Ela tem medo dos olhares julgadores e do que os outros falariam, além de achar que esse momento a sós do casal requer privacidade. As sensações que Casie descreve em todo ato é de contentamento e adrenalina, pois uma enorme felicidade a invade toda vez que abre a urna. Porém, logo após comer as cinzas, ela se sente miserável e culpada.

3 Dieta macabra mulher come as cinzas do marido e diz que isso esta lhe ajudando a emagrecer

Direitos autorais: reprodução TLC/Meu Estranho Vício.


Casie se sente envergonhada de sua compulsão e diz que quer parar de comer as cinzas do marido, ainda mais agora que mais da metade do conteúdo da urna já foi consumido, deixando-a extremamente culpada.

Ela já o perdeu uma vez para a morte e não quer ser a culpada, caso isso se repita, agora pela sua gula. As cinzas de Sean possuem os químicos usados no processo de cremação, que são extremamente prejudiciais à saúde, podendo causar problemas psicológicos e físicos.

Separado na universidade por causa da cor da pele, casal se reencontra após 42 anos!

Artigo Anterior

5 sinais ocultos de exaustão que revelam que você está no limite

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.