4min. de leitura

A diferença entre relacionamentos sérios e “quase relacionamentos”:

Os quase relacionamentos não têm espaço para planos e conversas sobre o futuro, porque muitas vezes nem há intenção de ter um futuro ao lado da outra pessoa.

Por isso, as conversas são rasas, os planos não são de longo prazo e os sentimentos são frios. Há uma incerteza sobre a compatibilidade entre os dois e uma falta de diálogo sobre o rumo que as coisas estão tomando.



Os relacionamentos sérios, pelo contrário, são todos focados no futuro. Existe um desejo verdadeiro de fazer planos com seu parceiro e concluir todos eles. Vocês planejam as próximas férias, a cidade em que desejam morar, qual cor será a parede do quarto do filho e qual o nome do cachorro que adotarão. O amor e desejo de ficar juntos durante todas suas vidas até mesmo os leva a imaginar como será seu amor quando estiverem mais velhos e cansados.

Os quase relacionamentos nos fazem mascarar e esconder nossos sentimentos. Não queremos parecer desesperados e interessados demais, porque não sabemos como a outra pessoa realmente se sente sobre nós.

Já os relacionamentos sérios nos encorajam a colocar para fora tudo aquilo que sentimos em nossos corações, porque queremos ser amorosos, carinhosos, queremos fazer nossa pessoa feliz, e isso nos motiva a amar sem restrições.

Quando estamos em um quase relacionamento, analisamos tudo o que nosso parceiro diz criticamente. Ficamos atentos a todos os olhares, atitudes e expressões faciais. Lemos e relemos inúmeras vezes suas mensagens em busca de alguma pista sobre nossa relação que pode ter passado despercebida. Nós nos perdemos tentando entender o que significa quando não nos cumprimenta tão alegremente.


Os relacionamentos sérios, no entanto, são construídos sobre a honestidade. Falamos o que sentimos e pensamos, e contamos com nosso parceiro para fazer o mesmo.

Quando há dúvida em alguma atitude, palavra ou mensagem, tudo pode ser resolvido através de uma pergunta ou conversa, não há medo de esclarecer suas dúvidas com seu parceiro. Nada fica sem resposta ou solução.

Os quase relacionamentos nos deixam perdidos quanto à realidade de nossa conexão com a outra pessoa, então não sabemos os limites dessa relação. Será que podemos nos relacionar com outras pessoas? Ou devemos apresentá-la a nossa família? Podemos dormir em sua casa ou é realmente casual? Por outro lado, nos relacionamentos sérios são definidos limites muito claros, você sabe o que deve ou não fazer, o que seu parceiro espera de você e também que ele está disposto a se esforçar e fazer a sua parte.

Os quase relacionamentos o deixam confuso sobre sua realidade e inseguro sobre os sentimentos da outra pessoa por você, e se algum dia poderão se tornar um verdadeiro casal e viver uma relação digna do esforço que investe em vocês dois. 

Nos relacionamentos sérios não há dúvidas, você se sente certo sobre aquilo que têm com seu parceiro e sabe que esse é o lugar onde deveria estar. Você sente que encontrou aquilo que pode chamar de “lar”.


Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.