ColunistasComportamento

Diga-me como se relaciona e eu lhe direi quem você é

Diga-me como se

Relacionamento é uma ferramenta incrível para autoconhecimento. Já dizia Sri Prem Baba, ”Se a vida é uma escola, os relacionamentos são a Universidade”. O que seria do homem sem a troca com o outro? 



Há quase 3 anos deixei o Brasil e mergulhei ainda mais nesta Universidade da vida, onde emoção e razão passam a ser sentidas de maneira intensificada.

No consultório presencio o quanto as barreiras financeiras, distância física ou intelectual não são tão impactantes quanto as barreiras emocionais.

A maneira como nos relacionamos diz muito sobre nós. A maneira como respondemos os outros são necessariamente movimentos internos na maioria das vezes inconsciente, que traduzem nosso autojulgamento e/ou construção de imagem e significado que atribuímos ao outro, ou consciente.


Uma reunião familiar é o local perfeito para tal observação.  É ali que o EGO se instala, sente-se em casa e a comunicação é distorcida.

Meu julgamento e intencionalidade na relação (entre dar e receber) é quem determina a aproximação ao outro, afastando minha compaixão. 

Dificilmente compreende-se os demais sem olhar a si mesmo.

Olhar o outro é aceitar sua essência e sem querer mudá-lo, sem julgamento e intencionalidade de retorno afetivo. Esta é a única maneira de quebrar as barreiras que impedem a conexão e, então, estabelecer vínculos mais profundos e duradouros.


Se recebo palavras de agressividade, paro, analiso qual a minha responsabilidade. Há julgamento da minha parte ou apenas mera projeção do outro?

Quando estou em um processo constante de auto-observação fica mais fácil identificar o que pertence a mim ou ao outro.

Como exercitar? Um “orai e vigiai” constante. Estamos em processo de expansão energética, por isso as pessoas buscam tanto os processos de autoconhecimento.

Todos os dias constrói-se o quem sou para que no futuro possa ser o que se deseja.


Esteja presente no aqui e agora para uma expansão de consciência, utilize suas experiências ao seu favor.

Colecione momentos e não se aprisione a coisas e pessoas. Olhe para si com amorosidade e respeito, e todo o entorno ficará leve. Sua fala tornar-se-á expressão de amor ou apenas silêncio


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: gpointstudio / 123RF Imagens


Por que é melhor ser rejeitado do que ignorado?

Artigo Anterior

Recomece! dê uma nova chance a si mesmo…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.