Notícias

Dois nudistas fogem de um veado, se perdem no mato, precisam ser resgatados pela polícia e são multados

Dois nudistas que estavam em uma praia na região de Sydney, na Austrália, foram afugentados por um veado e se perderam no mato — eles foram resgatados pela polícia e também multados no domingo (27), já que estavam violando as regras do lockdown na região.


O incidente viralizou nas redes sociais do país.

“Eles se assustaram com um veado, correram para o parque nacional e se perderam”, disse Mick Fuller, chefe de polícia do estado de New South Wales, em uma coletiva de imprensa, descrevendo o incidente de domingo.
“Eles não apenas precisaram de assistência [dos serviços de emergência] e da polícia para resgatá-los, mas também receberam uma multa”, afirmou Fuller. Os nudistas foram multados em 1.000 dólares australianos (cerca de R$ 3.750).

A regiões de Sydney voltou a decretar medidas de restrição de circulação por causa da variante delta, inicialmente identificada na Índia.

O chefe de polícia afirmou que “é difícil legislar contra idiotas”.


Em um comunicado, a polícia disse que os homens pediram ajuda depois de se perderem no mato ao redor de uma praia remota no Royal National Park, um trecho costeiro de 15 mil hectares ao sul de Sydney onde há uma praia de nudismo.
As equipes de resgate usaram um helicóptero e encontraram um homem nu de 30 anos com uma mochila nas costas em uma pista de caminhada e um outro homem, de 49 anos, parcialmente vestido, disse a polícia.

O governo não fez comentários sobre a entrevista coletiva que o chefe de polícia deu nesta segunda-feira (28), mas alguns legisladores participaram de discussões em redes sociais.
Os cervos não são nativos da Austrália, mas há cerca de um século, alguns animais foram importados de outros países e, hoje, cerca de 2.000 deles vivem no parque ao sul de Sydney.

Professora brasileira é morta em frente à filha, em atentado na Alemanha

Artigo Anterior

Garoto de 7 anos de Taiwan morre depois de ser jogado no chão 27 vezes durante aula de judô

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.