O Segredo

Dono do maior jabuticabal do país oferece fazenda a quem vencer desafio

jabuticaba

Se a jabuticaba é uma fruta tipicamente brasileira, a maior plantação delas no Brasil (e uma das maiores do mundo) fica em Goiás, em uma propriedade rural a poucos quilômetros da capital.



E sabia que você pode se tornar dono da fazenda? Para isso, basta cumprir um desafio bem simples: comer uma frutinha de cada um de seus 42 mil pés da árvore frutífera em uma única visita.

“Foi uma brincadeira na televisão e é viralizado até hoje. Viralizou em 1980 e até hoje se conhece”, contou, ao Metrópoles, um dos proprietários da fazenda.

A Fazenda Jabuticabal, no distrito de Nova Fátima, município de Hidrolândia, região metropolitana de Goiânia, já faz parte do imaginário do estado e é aberta para visitação na temporada de jabuticabas, entre o início de setembro e meados de outubro.


Essa história de dar a fazenda para quem comer apenas uma fruta de cada pé já foi tão contada e repassada em Goiás que praticamente se tornou uma lenda urbana. Aliás, neste caso, estaria mais para lenda rural. Mas não é nenhuma lenda. É fato!

Quando a fazenda começou a receber visitantes, entre os anos 1970 e 1980, o proprietário Antônio Batista da Silva, hoje com 96 anos, lançou o desafio durante uma reportagem da TV Globo.

Mas até hoje ninguém conseguiu cumprir. E, dizem, muita gente tentou. Mas haja estômago para suportar 42 mil jabuticabas. Nem os maiores adoradores da frutinha preta conseguiriam.

Pontinhos pretos e doces


Visitar a fazenda é a chance de ter um dia de tranquilidade cercado de milhares de árvores cheias de pontinhos pretos suculentos e doces, de perder de vista.

Alguns visitantes fazem piqueniques nas sombras das jabuticabeiras, outros penduram redes e tiram uma bela soneca. Há também quem passe a manhã e tarde coletando e comendo frutos. Andar entre as árvores é como caminhar por um labirinto.

A história da Fazenda Jabuticabal se confunde com a criação da capital. Os primeiros pés foram plantados em 1947, por Antônio, que era pedreiro e feirante, e sua esposa, Maria da Luz de Jesus, falecida em 2007.

Inclusive, a matriz de boa parte das jabuticabas consumidas atualmente são os mesmos pés plantados nos anos 1940.


Pioneiro da jabuticaba

O então pedreiro morava em Nova Fátima, povoado de Hidrolândia, e fazia feiras em Goiânia, recém criada à época. Ao perceber o potencial de crescimento da capital planejada, decidiu investir na plantação de jabuticaba.

Quem conta a história do fundador é um dos 11 filhos do fundador, Paulo Antônio Silva, de 52 anos e um dos atuais proprietários. Hoje a família já tem cerca de 120 membros, sendo que por volta da metade trabalha com jabuticabas.

“Na década de 1940 e 1950, a terra não valia nada. Então trocava terra por serviço, vaca… Era mais ou menos a base da troca”, conta Paulo Antônio.


Família continua legado

Paulo conta que, com o aumento da plantação, muitas frutas eram desperdiçadas, e aí a família começou a industrializar o produto. Em 1999 começaram uma vinícola, também aberta para visitação.

Mas a industrialização não para por aí. Dentro do terreno da fazenda há uma fábrica, com produção bem variada. Ao visitar a Fazenda Jabuticabal, além da fruta propriamente dita, tirada diretamente do pé, é possível experimentar uma porção de derivados dela.

Caipirinha, sorvete, doce, geléia, capuccino, cachaça e até pasta para churrasco. Tudo de jabuticaba. As combinações também são muitas: jabuticaba com carne, jabuticaba com chocolate branco, jabuticaba com pimenta, jabuticaba com doce de leite.


A fazenda e a vinícola ainda recebem visitantes até meados de outubro, quando os pés estão carregados. A maior parte dos visitantes são do Distrito Federal.

Artista recebe R$ 450 mil de museu e entrega quadro em branco

Artigo Anterior

Mulher recebe bilhete para não andar de sutiã em sua casa: ‘Tenha decência’

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.