Notícias

Drica Moraes fala de relação especial com doador de medula: “O que ele fez por mim não tem preço”

Atriz enfrentou câncer há mais de 10 anos e revelou sobre a relação próxima que mantém com seu doador de medula óssea.  Considera-o como da família!



É desafiador passar por uma doença grave. A superação vem com uma sensação de alívio, por ter sido um sobrevivente. As pessoas que estão ao seu lado nessa jornada fazem toda a diferença para o momento.

Todos nós estamos sujeitos a ter um problema de saúde em algum período de nossa vida. Infelizmente esse é um fator que não podemos controlar e não depende de classe social, condições financeiras, idade ou cor. Por isso é tão importante difundir o quanto a doação de sangue e de medula óssea salva vidas. Nunca sabemos o dia de amanhã.

Mesmo com todo apoio, o psicológico fica abalado. É necessário sempre poder conversar com alguém para que o trauma vá diminuindo ao longo dos anos. É um momento difícil para todos, mas é possível passar por ele sem se abater de forma prejudicial.


A história da atriz Drica Moraes é contada de forma muito sublime por ela. Enfrentou um câncer há mais de 10 anos e retribui sua vitória ao seu doador de medula óssea. Com informações do UOL, a relação que desenvolveu com Adilson é estreita e muito especial.

A atriz conversou no programa “É de casa” que o considera como um irmão e que sempre estão em contato. Com 51 anos, Drica contou que foi diagnosticada com leucemia em 2010. De seus 6 irmãos, nenhum foi compatível para doar a medula óssea para ela. Quem salvou sua vida foi o eletricista Adilson, quem ela conheceu cinco anos após o transplante.

Drica o considera como seu sétimo irmão, pois o que ele fez por ela, não tem preço, segundo relatou em entrevista. Depois que se conheceram, passaram a fazer parte da vida um do outro. Esteve ao lado dele quando perdeu a mãe, pegando três aviões e indo até lá. A atriz conta que sua família é muito especial e tem um carinho enorme por todos.

Drica relembrou a época que decidiu conhecer seu doador e fez uma viagem até Presidente Prudente, cidade do interior de São Paulo para encontrar com o homem que salvou sua vida. Desde então, nunca mais perderam o contato. Ela declara que se falam diariamente e realmente criaram um vínculo bastante forte.


Essa proximidade também fez com que a atriz conseguisse superar mais rápido a passagem pela doença. Ver que outra pessoa fora de seu convívio social, foi a responsável por sua vida, é gratificante e inspirador, o que ajuda muito na recuperação física e mental.

“Já sabia que ela carregava um pacotinho”: homem viraliza ao assumir bebê da namorada

Artigo Anterior

Pneumonia de Paulo Gustavo é controlada e ator apresenta melhora na função pulmonar

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.