publicidade

Durante 30 anos, homem escavou sozinho um canal para levar água para vila seca

Loungi Bhuiya escavou, por três décadas, um canal para irrigar a região seca em que morava. Muitos o chamaram de louco por fazer isso sozinho.



Até onde vai sua determinação? Por seus ideais e suas crenças, você insistiria em um plano, em um projeto de vida, mesmo sendo tachado de louco? Existem pessoas que seguem sua intuição, sem ouvir a opinião alheia, o que, em grande parte das vezes, mais atrapalha do que ajuda, mostrando a todos seu nível de resiliência e foco.

Em Bihar, na Índia, um homem foi chamado de louco durante 30 anos por acreditar na sua intuição e seguir seus objetivos. Todos os dias, Loungi Bhuiya escavava um canal para conseguir levar água até sua aldeia, localizada numa árida região. Ninguém acreditou que ele conseguiria encontrar água e todos desmereceram sua atitude.

Loungi não aguentava mais ver sua comunidade sem irrigação correta e também não queria mais ver várias pessoas partindo em busca de locais mais férteis. Isso fez com que o homem passasse três décadas buscando uma fonte de água para abastecer sua vila; hoje a atitude dele é aplaudida por todos, tanto da comunidade quanto de fora.

Em entrevista ao Tribune India, Loungi conta que, para muitos, ele estava ficando louco, por isso nem sequer se ofereceram para ajudá-lo.


O aldeão trabalhou todos os dias, apenas com uma pá e as próprias mãos, buscando melhorar a realidade de todas as pessoas da vila. Sua atitude solitária tem um viés comunitário, pois ele pensava na coletividade.

Direitos autorais: reprodução/IndiaTV.

Loungi encontrou uma fonte de água em Bangetha, uma colina próxima da comunidade, e escavou dali um canal de um metro de largura por um metro de profundidade, até que a água irrigasse o solo sagrado de sua vila. Mesmo escavando o canal por 30 anos, sozinho, hoje todos os habitantes da aldeia de Kothilawa se beneficiam de sua iniciativa.

Conforme relata o líder da vila, Vishnupat Bhokta, Loungi estava determinado a escavar um canal de fonte natural, na floresta de Bagetha Sahwasi, até a localidade.


Todos os moradores da região costumavam levar seus animais para beber água ali, e Loungi sabia que ela serviria não apenas para irrigar o solo, mas para manter a vida.

Direitos autorais: reprodução/IndiaTV.

A maior dificuldade definitivamente foi enfrentar a própria população local, além de alguns familiares, que nunca acreditaram nesse grandioso sonho. Hoje muitos moradores veem Loungi como uma inspiração, uma figura que todos devem respeitar e ter como referência de vida.

O que você achou dessa incrível história?

Comente abaixo e compartilhe-a nas suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.