É assim que seu corpo o avisa quando suas emoções não vão bem. Esteja alerta!

Nossos corpos sempre encontram maneiras de nos avisar que devemos cuidar melhor de nós mesmos. Confira estes alertas de que suas emoções precisam de mais atenção!



No mundo atual, onde estamos sempre correndo contra o tempo, para conseguir cumprir todas as nossas obrigações diárias, cuidar de nós mesmos e poder passar tempo com as pessoas que amamos, muitas vezes, negligenciamos a própria saúde, mesmo sem perceber.

Nossas emoções são algumas das mais prejudicadas com a nossa falta de autocuidado, por isso não é incomum percebermos que nossa alegria e disposição estão enfraquecidas, depois de longo tempo sem encontrar espaço em nossas rotinas para aquilo que nos traz verdadeiras felicidades.

As emoções são parte fundamental de nossa saúde e realização, e quando elas não estão sendo cuidadas da maneira certa, afetam o nosso corpo de maneira geral, afetando nossa qualidade de vida.


Abaixo mostramos alguns alertas que nossos corpos nos enviam sobre os cuidados com nossas emoções.

Estes sintomas foram comprovados por profissionais em um artigo do site WebMD.

1. Distúrbios do sono 

Se você está dormindo mais ou menos do que o normal, se não consegue adormecer ou acorda em determinado horário e não consegue retomar o sono, suas emoções podem estar em desequilíbrio.


Charles Goodstein, MD., professor-clínico de psiquiatria no NYU Medical Center, diz que ter distúrbios do sono mais de uma vez por semana, sem razões físicas identificáveis por um médico, pode ter causa psicológica, o que normalmente corresponde à ansiedade ou depressão.


2. Oscilação de peso ou mudança nos padrões alimentares

Se você notou que ganhou – ou perdeu – uma quantidade significativa de peso, sem mudar sua dieta ou rotina de exercícios, ou se se encontra a todo momento pensando em comida, suas emoções podem estar precisando de atenção.

Quando nos preocupamos constantemente com comida, peso e imagem corporal, podemos sofrer de um distúrbio alimentar que esteja consumindo energia de outras áreas da nossa vida, é o que explica a psicóloga Ph.D Abby Aronowitz.


3. Sintomas físicos inexplicáveis

Se você está experimentando sintomas físicos que atrapalham sua vida, mas não são identificados por profissionais, pode ser que a questão esteja em sua mente, pode ser a maneira de o seu corpo deixar você saber que sua mente está angustiada.

Goodstein explica que sintomas que resistem à avaliação podem ser um sinal de que nossos corpos estão expressando algum tipo de perturbação emocional. Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, estômago roncando, diarreia, constipação e dor crônica, especialmente nas costas.


4. Comportamentos compulsivos e/ou obsessivos 

Você sente compulsão por fazer alguma coisa mesmo que não haja razão lógica que justifique? Deixou de aproveitar a própria vida porque está sempre pensando nas coisas que podem acontecer de forma errada? Você criou rituais desnecessários para si mesmo que apenas o fazem perder tempo? Tudo isso pode indicar que esteja sofrendo de ansiedade.

Aronowitz diz que as obsessões são pensamentos repetitivos que se assemelham a preocupações e são acompanhados de ansiedade, e que as compulsões são atos comportamentais cujo objetivo é eliminar as obsessões.

Ela acrescenta que, em alguns momentos, nossa mente pode ficar cheia de obsessões e nossa rotina tomada por compulsões, fazendo com que se transforme completamente, perdendo toda a sua função positiva.


5. Evitar atividades sociais

É claro que todos nós temos aqueles momentos em que preferimos estar na própria companhia, mas se você era uma pessoa superativa e de repente perdeu o ânimo e a vontade de estar com aqueles de que gosta, pode estar sendo dominado por suas emoções e precisa cuidar-se melhor.

A professora-adjunta de psicologia da Fordham University, em Nova York, Anie Kalayjian, explica que qualquer mudança significativa no comportamento social por um período significativo pode ser sinal de que estamos sobrecarregados de estresse ou há mais questões emocionais agindo, as quais precisam de atenção.

Aronowitz acrescenta que fobias ou medos de certos lugares ou eventos podem ser um sinal de que a ansiedade esteja muito presente em nossa vida.

Conviver com qualquer um dos itens acima é realmente exaustivo e perigoso. Se você identifica algum deles no seu dia a dia, procure ajuda profissional.

Através de apoio especializado, é possível transformar sua realidade e viver muito melhor!

Compartilhe as importantes dicas em suas redes sociais!

 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.