É cada “tapa na cara” que levamos, mas aceitamos opiniões de quem não deveríamos



Dar a cara à tapa para aqueles que realmente querem ouvi-lo. Do restante a opinião pouco importa.

Tento todos os dias dar esse conselho a mim mesma, porém, como dizem, de bons conselhos o mundo está cheio, não é mesmo? Então, vamos ser francos e tentar até o final deste texto analisar por que e por quem vale a pena dar a cara a tapa.

Começando por essa expressão, onde você dá a face para que a pessoa bata?! Podem existir diferentes interpretações para este ditado, em um pensamento breve penso que dou a minha opinião para receber outra de volta, agora saber lidar com as opiniões que voltam é, sim, o grande x da questão.

Muitos podem ter milhões de conselhos para dar, mas quero que você diferencie conselhos de críticas. Será possível?!

Quantas vezes você já ouviu que “é só uma crítica construtiva”? Eu ouvi muitas. Agora, cabe a nós as interpretações desses momentos.

Em meu caminho de descobertas, e me conhecendo melhor a cada dia, tento ao máximo seguir um mantra que “não vou agradar a todo mundo”, e não vamos mesmo, nunca, agradar a todos.

Então, é preciso que você pare agora mesmo de tentar isso, pois não há vitória nessa luta. Estar disposto a expressar sua opinião, por exemplo, é estar exposto a receber outras opiniões de volta. A história de uma boa conversa, ou com suas ações, ao executar algo você pode receber essas mesmas opiniões indesejadas, como lidar?

A coragem de ser você mesmo, de seguir seu propósito, sonho de vida pode gerar tantas tormentas! Quem é verdadeiramente importante em sua jornada estará ao seu lado? Quem você estima torce por você? A opinião de quem importa para você? Caso contrário, se outros não fazem o que você faz, não arriscam o que você se arrisca, é muito fácil para esses ficarem sentados, vendo a vida passar, criticando quem faz algo maior que eles.



Na maioria das vezes, quem critica o outro não faz metade do que ele faz e, então, busca sempre desmotivar, desmerecer as ações do próximo.

Quem não tem a coragem que você tem vai ter algum comentário ruim para fazer, e o objetivo aqui é encontrar um caminho para lidar com esses comentários. Lidar com julgamentos, lidar com as críticas e argumentos. Eu, você, todos podem dizer que não ligam para o que os outros pensam, será mesmo?! Antes de executar alguma ação, você já imagina o que podem pensar de você? Quantas vezes pessoas desistem de seus sonhos, antecipando julgamentos de terceiros que pouco tem ligação com a sua vida.

Eu admito: a opinião de algumas pessoas importa verdadeiramente para mim. E aceito isso. Entretanto, coloco um filtro entre essas pessoas e as que pouco importa o que pensam de mim. Quando descobrir essa divisão, o caminho para lidar com estes “tapas na cara” ficará mais fácil. Mas esteja muito ciente de que eles sempre estarão lá, esperando qualquer movimento em falso, qualquer falha, mínima que for, para jogarem suas pedras.

Lembra do filtro? Os que importam e os que não importam? Quando fizer algo, faça pensando nas pessoas que importam, que gostam de ouvi-lo, de vê-lo fazer, que até ajudam na realização de seus sonhos. Faça por você e por eles, e não pense mais nos outros que podem julgá-lo por isso.

Vamos juntos realizar mais por nós mesmos, e vamos começar por nós não julgar ou criticar as ações dos outros. O que você acha?


Direitos autorais da imagem de capa: wall.alphacoders.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.