ColunistasReflexãoRelacionamentos

É melhor esgotar o amor do que não vivê-lo!

Leia ouvindo: Comeback Story – Kings of Leon



A gente nunca espera que isso vá acontecer, afinal, o relacionamento vai bem. Ele é apaixonado por você, faz de tudo para te ver feliz, mas de um tempo para cá algo mudou em você.

O brilho nos olhos apagou, a vontade de ficar junto não é mais a mesma, não existe mais tanta saudade, olho no olho e coração pulsando.

O amor esgota, acaba, encerra ciclo, cai na rotina e não é mais feliz. Acontece com todo mundo.


Parece que chegou ao prazo de validade, ao fim, no fundo do poço e o mundo de repente fica cinza. Não é maldade, é só o fim do amor.

esgotar o amor

Geralmente não queremos assumir que acabou e agarramos a primeira tentativa frustrada de recomeçar. É, recomeçar.

Não acho que não exista solução para um fim, afinal, para todo fim, um começo.O que eu quero realmente dizer é que tudo na vida acaba, até o amor. O que fica é a amizade, o respeito e até mesmo a admiração.


Não estou dizendo que acontece com todo mundo e nem milhares de vezes na nossa vida, mas sempre existe aquele amor que esgota. Aquele amor que é melhor deixar ir, sem qualquer esperança de voltar. Aquele amor já cansado e esgotado de inúmeras tentativas.

Aquele que já apresenta muita fadiga e pouca esperança. Aquele que perdeu o brilho e abraçou o fim.

Parece triste, mas é só mais um tipo de amor. Tipo de amor que a gente não quer viver e muito menos chegar perto, mas pode acontecer.

esgotar


Não é feio esgotar, renunciar, dar um passo para trás, deixar para lá. Amor é escolha, renúncia, tempo e esgotamento. Não fique triste se isso acontecer, o passado sempre vale a pena quando olhamos para o futuro.

É melhor esgotar o amor do que não vivê-lo.

Quando a gente encontra a pessoa certa o “nunca” passa a não existir e o ”para sempre” dá boas vindas com estilo!

Artigo Anterior

7 sinais de que você amadureceu e aprendeu a se respeitar:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.