ComportamentoColunistas

É melhor tentar com medo de falhar, do que ficar imaginando o que poderia ter sido se tivesse avançado

medo de falhar

O ser humano é composto por matérias indivisíveis e indissociáveis: física,espiritual e emocional.



A física é a que se vê e diz respeito ao esforço que diariamente empregamos em nossos trabalhos, em nossos projetos. Podemos corrigir alguns pontos, melhorar outros e nos aperfeiçoar. Podemos até acrescentar e inovar e, muitas vezes, veremos o resultado de forma imediata.

A espiritual, não tem a ver com a religião. Trata-se da fé que temos em nós, do poder de acreditar que algo vai dar certo e que estamos no caminho certo para que isso aconteça. Podemos ter mais ou menos força e isso é observado de dentro para fora e de fora para dentro. É um acumular de experiências que nos permitem  melhorar, crescer e ter ainda mais foco e energia positiva para transformarmos o nosso mundo e de quem nos rodeia.

A parte emocional é, a meu ver, a mais importante, pois é ela que vai definir tudo que se relaciona às outras duas partes anteriormente vistas. Se estivermos bem fisicamente e muito bem a nível espiritual, podemos então trabalhar a parte emocional, que controla os sentimentos como o medo, a ansiedade, a coragem, a alegria, a tristeza.


E se de fato acreditamos muito em nós e estamos de bem connosco, porque razão a parte emocional não acompanha muitas vezes essa trajetória?

O medo funciona como um sinal de alerta, e ao mesmo tempo como um sinal de coragem, quando um novo desafio profissional ou uma nova etapa numa relação pessoal, uma virada na nossa vida, por exemplo, o medo primeiro retrai, mas depois impele-nos a avançar.

Ouço muita gente dizer que tem medo de falhar. Será mesmo assim? Ou será que as pessoas têm medo de tentar?

Tentar não é pior do que falhar. Falhamos se não tentarmos e isso sim é ruim, pois aumenta o nosso sentimento de frustração. Por isso, é sempre melhor tentar algo novo na sua vida do que ficar pensando o que aconteceria se tivesse decidido avançar.


Trabalhe as três matérias das quais você é feito. Se assim o fizer, estará em um bom caminho.

Tudo nesta vida é possível, apenas precisamos encontrar o melhor caminho para superar as dificuldades. Que tal começar superando a nós mesmos?



Direitos autorais da imagem de capa: wallhere.com / 645407

Viva cada segundo como se fosse o último! não dê importância a coisas banais…

Artigo Anterior

Sobre “resposta ao tempo”, de nana caymmi

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.