5min. de leitura

É meu direito ter toda a prosperidade e abundância do Universo!

Honrando o Amor em Mim – É meu direito ter toda a prosperidade e abundância do Universo!

A entrada do outono nos convida para um mergulho interno, para vasculhar nosso coração e esvaziar suas gavetas que estão repletas de arquivo morto e empoeirado.


Tanta tranqueira guardada acaba por nos tornar doentes, sem coragem para encarar a gente e a vida de frente.

Neste tempo, estamos hibernados em nós mesmos para que possamos amadurecer em sabedoria e autoconhecimento, processos que trazem frutos como o equilíbrio e a autoconscientização do que somos e de quem podemos e devemos ser.

Portanto, neste texto, eu os convido para honrarmos o nosso eu masculino e o eu feminino com todas as suas qualidades divinas para que possamos ser este Deus/Deusa em essência e consagrar este matrimônio sagrado para realmente não só estarmos em sintonia com o verdadeiro Amor, mas para sermos este Amor para nós e para todos:


Amo saber que a parte Masculina que habita em mim é destemida, poderosa, amorosa e ativa;

Amo saber que a parte Feminina que habita em mim é intuitiva, receptiva, amorosa e passiva;

A palavra coragem origina-se de: cor (coração) e agem (agir). Ser corajoso(a) é agir com o coração. Quando agimos com a Mente Sagrada e o Coração Sagrado estamos permitindo que a Divindade, a Essência que habita em nós assuma o comando, e nos permitimos viver realmente em consonância com  os nossos propósitos; agimos não somente fisicamente porque estamos conectados também ao nosso ser espiritual;


Sou grato(a) por saber que os meus pensamentos criam as minhas emoções e que ambos dão vida às minhas experiências, portanto, escolho ter pensamentos amorosos a respeito de mim mesmo(a);

Adoro saber que sou 100% responsável pelas minhas escolhas;

A partir de agora eu escolho viver através do Amor ao invés do medo;

Estou em processo de aprender a me perdoar, aceitar e me amar incondicionalmente;

Escolho viver em paz ao invés de ficar ansioso(a) pois eu já sei que ficar ansioso(a) não me trará nenhuma solução sábia;

Liberto todos os hábitos nocivos para minha saúde integral (físico, mental, emocional e espiritual), como: roer unhas, puxar cabelos, fumar, beber, comer em excesso etc.. que reforçavam a ansiedade, pois eu já decidi que quero ficar em paz, eu sou a minha própria paz e serenidade;

Liberto todos os sentimentos de crítica, culpa, julgamentos, baixa estima em relação a mim mesmo(a);

Como é bom saber que quando me aceito e me valorizo o mesmo acontece com todos que me relaciono;

Perdoo, curo e liberto tudo aquilo que consciente ou inconscientemente, possa retardar ou obstaculizar a minha felicidade;

Eu acredito que o meu Eu Superior, que é o meu Eu mais elevado e a parte de Deus que está em mim, guia sempre todos os meus projetos, mantendo a minha saúde, felicidade e prosperidade intacta;

Como é bom saber que é meu direito inato ter todas a prosperidade e abundância do Universo;

Escolho deixar o meu Eu Superior atuar para manter-me equilibrado(a) e para ter o poder de eliminar qualquer coisa negativa que tente se interpor no meu caminho. Nada pode me perturbar somente os fatos bons, as atitudes e ações c boas se aderem a mim;

Eu decidi que mereço tudo de bom. Portanto, libero-me e compreendo que mereço a abundância de Deus;

Amo saber que ao permitir que o Amor do Criador flua ilimitadamente para dentro de mim, de modo que ao receber o amor eu curo o meu ser em todos os níveis;

Ao permitir o Amor do Criador me preencher eu compartilho o amor com desapego;

Alegro-me que através da busca de descobrir o amor do Criador em meu interior que eu possa manifestá-lo em minha realidade terrena para ajudar a Criar a Era do Amor;

Crie as suas próprias afirmações libertando e escolhendo, acreditando, agradecendo e consequentemente abrindo-se cada vez mais ao Amor fluído.

Neste momento eu sinto Muito, Me Perdoe, Te amo, Sou Grata.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.