3min. de leitura

É POR ISSO QUE A MAIORIA DAS CULTURAS INDÍGENAS NÃO TEM DOR NAS COSTAS:

A maioria das pessoas sente dor nas costas, o que é um problema real na sociedade moderna.


Mas de alguma forma, a dor nas costas é rara entre as culturas indígenas – pessoas que imaginamos ter vidas duras e cansativas, em comparação com as nossas.

Esther Gokhale, uma acupunturista em Palo Alto, Califórnia, acredita que encontrou a razão pela qual essas pessoas não têm dor nas costas. Ela foi obrigada a estudar os povos indígenas para compreender porque a vida moderna causou dor nas costas e vida indígena não.

Então, viajou para alguns dos locais mais remotos da Terra para encontrar uma resposta.


A maior diferença que ela viu foi na forma como essas pessoas andam, sentam e ficam de pé.

“Eu tenho uma foto em meu livro de duas mulheres que passam de sete a nove horas por dia curvadas, pegando castanhas de água”, disse Gokhale ao npr.org.” Elas são bastante velhas. Mas a verdade é que não têm uma dor nas costas.”

Ela até descobriu que suas espinhas têm uma forma diferente. Em vez de serem na forma “S” como normalmente são as dos adultos, elas tinham espinhas em forma de “J”.


e-por-isso-que-a2

“A coluna vertebral em forma de J é o que você vê em estátuas gregas. É o que você vê em crianças pequenas. É um bom design”, disse Gokhale.

Então Gohkale decidiu tentar deixar sua coluna em forma J também. Deu trabalho, mas ela finalmente conseguiu e a sua dor nas costas desapareceu. Não foi fácil. Mas porque temos espinhas em formatos diferentes? Dr. Praveen Mummaneni da Universidade da Califórnia pensa que é a forma como vivemos.

“Acho que o estilo de vida sedentário promove uma falta de tônus muscular e falta de estabilidade postural, porque os músculos ficam fracos”, diz Dr. Mummaneni.” Você não vai ser capaz de mudar sua coluna vertebral do S para o J, sem ter boa força do núcleo muscular. Eu acho que essa é a chave.”

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Higher Perspectives





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.