4min. de leitura

É preciso deixar no passado tudo aquilo que nos machuca

Não podemos ser reféns de tudo aquilo que aprisiona os nossos pensamentos, que destrói as nossas possibilidades de sonhar e de seguir em frente.

Não podemos deixar que a vida passe com os olhos voltados para tudo aquilo que nos fez sofrer. É preciso superar os dias, as pessoas e os momentos ruins, pois a liberdade para a nossa felicidade dependerá sempre das escolhas que fizermos. Por isso, é preciso deixar no passado tudo aquilo que nos machuca.


É necessário que aprendamos a observar os presentes que Deus coloca em nossos caminhos, o primeiro deles é a nova oportunidade que Ele nos concede a cada nova manhã quando abrimos os olhos. Não podemos desperdiçar essa dádiva, e uma forma de não desperdiçar é pensar no único momento que nós temos, ou seja, o presente e desfrutá-lo como a nossa única oportunidade concreta, porque realmente é o único tempo que temos certeza de que ainda nos pertence.

Escolha olhar para as coisas boas que você encontra no caminho, desde as mais simples. Os detalhes fazem toda a diferença para os olhos que conseguem enxergar: uma borboleta voando pode nos falar silenciosamente da esperança, uma flor no caminho pode nos mostrar que a jornada não são só pedras, uma pessoa gentil pode nos falar de amor através de seus gestos.

Existem tantas coisas que nos falam de Deus das mais diversas formas, pelos sentidos, pelos gestos, pela essência. Por isso, é preciso que saibamos enxergar o que fala conosco sem a necessidade de palavras.


É preciso enxergar que Deus está ao nosso lado a cada instante, em cada novo detalhe. Ele está ao nosso lado, independentemente das circunstâncias.

Os nossos fracassos, os nossos erros devem ser totalmente esquecidos, deles temos que guardar as aprendizagens, pois a única coisa que devemos guardar na nossa bagagem são as coisas boas, aquilo que nos acrescenta.

Das pessoas que nos machucaram e que insistiram em nos despedaçar devemos guardar apenas a imagem de tudo aquilo que devemos nos distanciar e do exemplo do que nunca poderemos ser e nem fazer a ninguém.


Quanto ao que não nos serve, é necessário apenas deletar de nossa mente, apagar do nosso coração, pois certas realidades não podem ser capazes de nos fazer desistir das coisas boas que a vida nos proporciona e dos presentes que Deus nos concede a cada novo passo.

Assim, a maturidade é algo do qual não devemos nos afastar, pois é ela quem nos ensina o que devemos guardar e o que devemos esquecer que passou pela nossa vida. Não podemos nos apegar às feridas, antes devemos nos apegar à cura, pois é ela que nos dá a liberdade de seguir em busca de outros sonhos, outros caminhos, outras pessoas, os quais sejam capazes de nos dar tudo aquilo que nós sabemos que merecemos.

Dessa maneira, nós sempre merecemos o melhor e não devemos acreditar quando nos dizem o contrário, o bom da vida é que temos opção de escolha.

Que tenhamos sabedoria o suficiente para escolher deixar o passado em seu lugar, e que nesse passado fique tudo aquilo que nos limita.

Que fique no passado tudo aquilo que não nos deixa acreditar que sempre teremos a possibilidade de sonhar com novos rumos, e sempre poderemos alcançá-los, se assim quisermos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: macniak/123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.