ColunistasRelacionamentos

E quando existe amor, mas a paciência já era?

E QUANDO EXISTE AMOR MAS A PACIÊNCIA JÁ ERA capa e dentro

É duro você querer tanto alguém, desejar que aquela relação dê certo, e você está sempre ali disposta. Mas nem sempre tudo isso é suficiente para seguir em frente. É preciso mais, é preciso reciprocidade, querer seguir um caminho de mãos dadas.



O outro às vezes simplesmente quer colocar suas próprias vontades em prioridade. Eis que surge a dúvida, é preciso deixar seus sonhos para provar ao outro que ama? É possível amar alguém e não o trazer para perto dos seus sonhos, ou simplesmente compartilhar das mesmas vontades?

Tudo isso serão sempre eternas dúvidas, julgamentos. Cada um sente da sua maneira, cada um demonstra como pode e se tiver a fim.

Mas a verdade é que nem todo mundo está disposto a esperar, às vezes só queremos ter certeza e quando não encontramos essa certeza, o cansaço bate à porta e com ele vem a paciência se esgotando. Tentar sozinho é muito cansativo.


E aí que eu te pergunto, ele vale todo esse esforço? Vale todo o risco? Se ele não se esforça por você será que tem a mesma intensidade de sentimento por você?

Quando sentimos algo de verdade por outra pessoa, a gente quer mais se entregar, quer mais que o outro nos sinta. Dá medo? Sim, e como dá, mas quando o amor acontece a gente não se limita por medos bobos, a gente se arrisca, se entrega e ponto.

Tem coisa melhor do que sentir aquele frio na barriga quando está cara a cara com a pessoa? E quando o celular toca e é uma mensagem de bom dia? Ah, esse gostinho de viver de amor é bom demais.

E é claro que o amor vai além de tudo isso, é preciso ser presente, querer ser a soma para aquela pessoa, é fidelidade em todos os sentidos.


Se você ou o outro não estiverem dispostos a essa entrega é melhor nem tentar ir a diante, pois quando a paciência se acabar, a preguiça se fizer forte, a contaminação será devastadora, e garanto que isso fere mais do que ter desistido. É preciso reconhecer quando não é pra ser. Se não foi com ele, outro cara vai aparecer e vai te puxar pela mão e juntos vão correr atrás da felicidade e fim!

Pamela Lana

As ações que os obsessores e vampiros espirituais amam quando fazemos:

Artigo Anterior

Estou sem tempo para…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.