Notícias

Ed Motta diz que “pessoal do rock” é de “direita, misógino e burro”

Ed Motta diz que pessoal do rock e de direita misogino e burro

Após criar polêmica por criticar o cantor Raul Seixas, que morreu agosto de 1989, Ed Motta voltou aos holofotes por detonar o “pessoal do rock”. Um trecho de uma live viralizou nas redes sociais nessa quinta-feira (3/3), e fez com que nomes do gênero se pronunciassem sobre os comentários de Motta.

“O pessoal de Rock é de direita, misógino, burro e tocador de pentatônica. Put* que par**! Um bando de idiota, tá? Por**”, disse Ed Motta no vídeo.

Felipe Andreoli, baixista do grupo Angra, compartilhou o vídeo em seu perfil e pediu a opinião dos seguidores sobre o posicionamento de Motta, além de debochar do compositor de Colombina com a hashtag “se beber, não poste”.

PJ, baixista do Jota Quest, comentou a publicação de Andreoli e falou sobre a diversidade do rock. “O Rock está em todos os lugares e é de longe o estilo musical mais inclusivo de todos, sempre foi aberto a todos na sua essência”, inicia o músico.

“Vamos entender mais o rock na sua origem? Porque se não fosse ele, o mundo estaria muito, mas muito pior! Não vou falar nem da inclusão social, racial e religiosa que o rock sempre promoveu. Enfim, não é em todos os estilos de música que você encontra tanta diversidade assim”, completou.

0 %