Notícias

Editor da TV Globo esfaqueado em assalto, Gabriel Luiz volta para UTI

Foto: Reprodução
Editor da TV Globo esfaqueado em assalto Gabriel Luiz volta para UTI

Dez dias após apresentar melhora e ser transferido para um quarto do Hospital Brasília, no Lago Sul, o jornalista Gabriel Luiz, repórter e editor da TV Globo Brasília, voltou, nessa quinta-feira (28/4), para a unidade de terapia intensiva (UTI).

Gabriel retorna aos cuidados mais especializados para tratar uma bacterinemia.

O editor está internado desde que foi brutalmente esfaqueado próximo de casa, no Sudoeste, por dois jovens, em 14 de abril. Gabriel apresentava considerados avanços e, nos últimos dias, o paciente chegou a andar pelos corredores da unidade hospitalar na companhia de um fisioterapeuta.

Aos 29 anos, Gabriel foi extubado na noite da última sexta-feira e seguiu com atendimento intensivo da equipe médica hospitalar. Na segunda (19/4), deixou a sonda e passou a iniciar a alimentação líquida, por via oral.

A expectativa agora, segundo a família do jornalista, é que ele receba, novamente, alta da UTI neste sábado (30/4). “Está sendo medicado e passa bem”, diz a mãe do jovem, a empresária Cácia Attias.

O crime

Menos de 24 horas após o crime, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deteve os dois suspeitos de terem atacado Gabriel Luiz. Eles foram levados à delegacia em 15 de abril. O caso é investigado como tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte).

Quando se aproximaram de Gabriel, o adolescente aplicou um mata-leão – golpe que consiste em apertar o pescoço da vítima com os braços –, enquanto José Felipe desferiu ao menos 10 facadas. A dupla fugiu levando o celular e a carteira da vítima, com R$ 250. Depois, eles retiraram o dinheiro e descartaram os objetos na rua.

“Eles não conheciam o Gabriel. Só depois viram quem era a vítima e a repercussão do caso. O maior fez planos de fugir para Paracatu (MG), mas conseguimos evitar e detê-lo”, ressaltou Petter. Para fugir, José teria furtado 550 euros da mãe.

Antes de saber do crime contra o filho, a mãe do jornalista afirmou ter sonhado com um anjo que tinha a asa ferida. “Dois dias antes de acontecer, eu sonhei que um anjo tinha caído na minha varanda com a asa ferida e eu queria ajudá-lo a voltar a voar. Foi um sonho muito real, mas na hora a gente não sabe o que significa”, disse.

0 %