Ei, confie na vida! está tudo bem!

7min. de leitura

Eu sei que às vezes parece que o mundo vai acabar. Principalmente quando a gente não vê solução, não vê saída diante de uma situação.



Por mais difícil que possa parecer, saiba que vai passar e vai ficar tudo bem, acredite.

Existe uma frase maravilhosa que diz: “a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional”. A nossa mente é limitada demais para enxergar um universo de possibilidades a que estamos expostos, e por mania da mente, protetora do ego, de ter tudo sob controle, quando algo escapa disso, pronto, o mundo desaba, dá pane no sistema.

Principalmente, porque temos a infeliz tendência de sempre esperar o pior, e tentar encontrar meios para evitar e previnir isso.

O resultado disso é a pre(ocupação) da mente, ou seja, o sofrimento por antecipação aos fatos, por nunca estarmos no momento presente. Com isso, vem uma ansiedade tremenda, que parte do medo das coisas não saírem muito bem da forma como planejamos. Mas o fato é: quem disse que vai acontecer o pior?


O clichê de que “há males que vêm pra bem” é bem verdade. Os erros, as topadas de cara na parede, vêm trazer transformações, crescimento e aprendizado, e ninguém está muito disposto a isso.

Queremos que tudo seja perfeito, a nossa maneira, mas perfeita é a vida como ela é. Trauma e dor podem ser grandes professores para entendermos quem somos, para nos reconhecermos,  encontrarmos, e lapidarmos o potencial que temos em transformar o mundo à nossa volta.

Tem coisas que não voltam mais, pessoas, situações, trabalhos, momentos, e graças a Deus que é assim, justamente porque a vida é cíclica, está sempre em movimento, e quando a gente resiste em dançar com ela, resiste em sair da zona de conforto, resiste em mudar, às vezes não há outra saída, senão se movimentar com ela. Buda dizia que o sofrimento está no apego, e essa frase mudou completamente a minha forma de pensar.

Cheguei a conclusão de que o apego é um pecado diante de uma vida infinita. Estarmos presos à meia dúzia de coisas, quando podemos ter o mundo.


Se a gente permanece com as mãos cheias, não permitimos a vida nos dar mais, não porque ela não queira oferecer mais, mas porque a gente não consegue segurar tudo nas mãos. Portanto, às vezes é necessário abrir mão, para receber o novo.

O mais engraçado, é que a gente não consegue nunca ver um horizonte melhor. Nunca conseguimos imaginar um relacionamento melhor, um trabalho melhor, uma vida melhor do que o ápice que um dia a gente já viveu, e é por isso, que temos tanto medo de perder, porque achamos que não conseguiremos novamente este ápice.

Tolice pura. São essas coisinhas que nos tiram o sono à noite, que nos fazem tomar remédios para ignorar a dor e o sofrimento do apego, ou do controle. O apego não está relacionado apenas a coisas e pessoas, mas também a idéias, dogmas, pensamentos estáticos, muitas vezes consoladores, dando força a muleta de crenças que dizemos para nós mesmos, para consolar uma frustração. Isso afaga o ego, e nos coloca numa posição de vítima, condição perfeita para reclamar do mundo e não olharmos para nós mesmos.

O fato é que o nosso universo particular é um espelho de nós mesmos. A gente vive o que a gente é. Nossos sonhos e medos se tornam realidade de acordo com a força de pensamento e sentimento que damos a eles.

Precisamos nos responsabilizar pelo que criamos, porque a mente aliada ao sentimento, criam as situações que vivemos. A cada dia surgem inúmeros estudos sobre como funciona o mundo energético, das frequências e vibrações que emitimos, e que criam a realidade que vivemos. Se a sua vida está boa, ou está um inferno, saiba que você criou isso. À partir do momento que assumimos a responsabilidade disso, um milagre acontece.

Solte a muleta da reclamação, da vitimização, de culpabilizar o mundo pelos seus problemas, e verá tudo mudar. Reconheça que em algum momento você falhou, e não há nada de mal nisso, faz parte da vida, mas sempre há tempo de mudar.

Temos o poder de mudar nossos pensamentos a cada segundo, comece aceitando o seu presente, agradecendo por tudo que acontece na sua vida, de bom e de ruim, porque a soma disso, fez de você o que é hoje. Um ser incrível, ímpar, com infinitas possibilidades. Tente trabalhar o perdão e a gratidão em cada ação, deixe o que as pessoas pensam de lado, esqueça todas as possibilidades dos seus planos darem errado, esteja aqui, agora, espere só o melhor.

Pare por um instante e tenha coragem de enfrentar seus medos, seu vazio, suas sombras e pare de ignorar tudo isso, porque uma hora transborda. Comece a ser mais generoso com você, perdoe-se por ser tão cruel consigo mesmo, acredite em você.

Deixe a vida fluir e flua com ela, o sofrimento está na resistência, porque a vida vai seguir seu fluxo como um rio, independente da pedra que decidir ser.

O rio passa por cima dos obstáculos e flui, você querendo ou não. Saiba que nessa vida não temos controle de absolutamente nada, a não ser de nós mesmos. Solte, flua, perdoe, agradeça, ame, e verá a sua vida mudar, e pra melhor. Confia na vida. Está tudo bem.

________

Direitos autorais da imagem de capa: iko / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.