3min. de leitura

Ela é a coragem que não a abandona, o sonho que veste o sorriso. Ela é força interior.

Ela tem o poder de mudar as coisas que estão em reforma, ela tem uma visão melhor da alma, ela sabe que Deus não brinca em serviço e que ela pode até perder o juízo, destemperar-se, ou bater à porta num momento de maior rebeldia.



Ela sabe quando dói, quando machuca, quando para de ser bom para se tornar algo maçante, degradante e sem cor. Ela jura a si mesma tantas coisas e ao mesmo tempo desvencilha-se de tantos pensamentos que já nem são mais pra ela.

Ela quer atrair um tempo melhor, quer colaborar mais com suas ideologias simples e mais vistosas a olho nu.

Ela cansou, ela lutou, ela brigou e, finalmente, entendeu que jogar a toalha e estender o coração pendurando-o no varal da alma, alivia. Ajuda a secar as tempestades, ajuda a trazer uma nova caixa e dentro dela enfeitar o eu de um jeito menos aflito.

Ela ora, ela pede, ela socorre. Só não morre, não seca, não aceita o fim. Mesmo por um fio, mesmo sentindo toda a extensão do horizonte, ela contempla a benevolência de Deus e para de se agredir.


Ela tem aquele algo a mais que não sobra, mas que delimita o que ela ainda pode tentar, pode vencer e romper com a generosidade de quem entende a troca de um carinho.

Mesmo do alto, onde pessoas habitam em edifícios por vezes trancafiados e sem mobília, ela prefere viver sem portas ou janelas.

Ela quer ser solta, quer viver suas aflições e se segurar onde pode, onde consegue, onde há saída.

Ela não quer seus olhos em outro tom. As cores podem até mudar, avermelhar-se em uma tarde qualquer, num momento de falta de vigília.  Mas não há nada que mude o foco e tudo que ela consegue realmente enxergar através do seu par de retinas.


Ela só quer adormecer sentindo que aprendeu, errou, recomeçou tantas vezes que já nem se lembra da última despedida. Ela gosta de demorar em abraços, gosta de céu aberto.
Ela já viu cometas passarem, estrelas ficarem.

Ela ainda agradece e diz amém. Recarrega suas energias. Ela é a coragem que não a abandona, o sonho que veste o sorriso.

Ela é tantas, que muitas vezes se perde e se mistura, mas não deixa de ser a sua escolha de vida. Ela é a própria esperança ao findar de cada dia.

Ela é admiração e força interior.

__________

Direitos autorais da imagem de capa: Pete Bellis on Unsplash

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.