2min. de leitura

ELA ESCOLHEU NÃO DESISTIR, ESCOLHEU CONTINUAR, INDEPENDENTE DA FORÇA DA QUEDA!

Algo sobre ela estava diferente naquele dia.


Ela abriu os olhos, respirou fundo,engoliu seus arrependimentos, perdoou seu passado e jurou fazer história.

Ela olhou no espelho e sorriu de satisfação, bem ali na sua frente, estava o reflexo de uma sobrevivente.

Uma mulher que aprendeu a lutar por tudo aquilo que fazia seu coração bater acelerado.


Ali estava o reflexo de uma vida difícil, os olhos que agora brilham, um dia choraram de dor, mas a dor que ensina, sempre foi bem vinda em sua vida.

O batom vermelho desliza pelos lábios, o cabelo brilha e balança, leve e solto.


Ela conquistou o título de linda, não por causa de atributos físicos, não, esses eram somente um detalhe.

Ela batalhou para ser uma mulher linda, ela lutou contra seus próprios demônios, ela não aceitou viver na escuridão de uma alma fria e vazia.

Ela escolheu não desistir, ela escolheu continuar, independente da força da queda, porque sim, ela caiu, caiu de muralhas, caiu de fortalezas, ela caiu, se feriu, sentiu dor, mas levantou e mesmo com sangue escorrendo pelo corpo, a roupa rasgada, o rosto sujo de poeira, ela continuou caminhando, em direção à luz do Sol que brilhava e iluminava.

Sim, ela foi guiada pela Luz.

Não se sabe ao certo, por quanto tempo ela caminhou, mas ela chegou onde queria

Hoje ela tem perfume de rosas nas mãos, as cicatrizes que marcaram sua alma, servem como lembrete, de quem ela é, quem ela ainda pode ser, e de quem ela nunca mais será.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.