ColunistasComportamento

Ela estava se autossabotando, inconscientemente…

O processo de autossabotagem

O processo de autossabotagem



Veja se já aconteceu com você alguma situação parecida com a seguinte: você começa um projeto novo, está empolgadíssimo com tudo, todas as novidades e novas possibilidades de realizar, mas de repente parece que empaca, aparecem outras tarefas, outras atividades que parecem ser mais importantes no momento, ou até mesmo você se percebe muito cansado, e quando vê o tempo passou e aquele projeto foi engavetado e esquecido.

Isso é um exemplo de um processo de autossabotagem, ou seja, seu inconsciente age de maneira que você encontre desculpas para justificar não fazer aquilo que deseja.

Pareceu confuso? Deixe-me explicar melhor…


Vamos pegar outro exemplo. Eu tive uma cliente que queria voltar a estudar, ela tinha esse desejo dentro dela e isso era muito importante. E ela já havia tentado várias vezes, mas cada vez que começava era alguma coisa que impedia, ou aparecia um trabalho importante na empresa e ela precisava dar atenção, ou aparecia uma oportunidade de sair com as amigas que não via fazia tempo, ou então alguém da família estava precisando de ajuda, e ia acontecendo as coisas até ela desistir de estudar.

É claro que imprevistos acontecem, e é importante saber contornar as situações, mas o que estou querendo dizer é que todos esses compromissos que apareciam eram desculpas que ela mesma se dava para falar que não conseguia voltar a estudar.

Ela estava se autossabotando, inconscientemente.

Mas por que fazemos isso conosco, o que causa a autossabotagem? São os sentimentos negativos que temos dentro de nós, e que inconscientemente contribuem para sabotar algo que queremos. Vamos voltar um pouquinho e ver como são formadas essas emoções negativas.


Toda vez que pensamos em algo, isso gera uma emoção, seja boa ou ruim. Cada vez que você reforça o pensamento, acaba reforçando também a emoção. E isso vai acontecendo até que o sentimento seja instalado em você. Por isso que é muito importante ter consciência da qualidade dos seus pensamentos. Para isso, cuide bem do que você vê, ouve ou lê. Se você só lê notícias ruins, isso gera pensamentos que geram sentimentos negativos. Preste atenção no que você assiste na TV, quais pensamentos e quais sentimentos isso te gera, são positivos ou negativos?

Não é só assim que surgem os sentimentos negativos dentro de nós, existem as patologias ou situações traumáticas que podem ter ocorrido e aí é necessária a intervenção de um profissional da saúde, psiquiatra ou psicólogo.

Vamos pegar um caso de uma pessoa saudável e que não tenha passado por nenhum tipo de trauma e mesmo assim sente em sua vida as consequências da autossabotagem: procrastinação, preguiça, falta de foco, falta de força de vontade, falta de persistência, desorganização, medo.

Como fazer para eliminar a autossabotagem?


É preciso fazer uma análise interna e verificar quais são as emoções negativas que você carrega, e a partir daí neutralizá-las. Todo mundo tem uma voz na cabeça que fica martelando coisas ruins. Tenha consciência que essa voz existe, não tente ignorá-la, enfrente-a, preste atenção quais frases ela te fala e em quais situações ela aparece. Agora que você já sabe da existência dela e o que ela te fala que te deixa mal, pense nela como uma pessoa, dê um nome a ela. E fale para ela tudo o que você falaria para uma pessoa que te sabota, que não te incentiva, que te coloca para baixo.

Eu te desafio a toda vez que essa voz falar algo para te sabotar você falar para ela: “Sr. Fulano, me deixe em paz, eu sou capaz sim!” Ou alguma outra frase que faça sentido para você e que tenha força para calar essa voz, e ao mesmo tempo que te fortaleça.

Faça esse exercício, ele é poderoso para tornar consciente e eliminar a autossabotagem.

Assim, eliminando a negatividade através do cuidado com a qualidade dos seus pensamentos e de frases neutralizadoras e fortalecedoras que você repete para você mesmo, você terá mais energia e disposição para realizar seus objetivos. Terá mais alegria e vontade de viver. Aquela sensação de paralisação vai embora e no lugar entra a ação.


___________

Direitos autorais da imagem de capa: gregorylee / 123RF Imagens

Não culpe a Deus pela maldade do mundo!

Artigo Anterior

O seu infinito amor é cura!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.