Notícias

Mulher é morta por vizinho e marido diz: “Ela não fez nada (…). Morreu pra nada, por nada”

Mulher morreu em São Vicente (SP) após ser atacada por vizinho. Entenda o caso!



No último dia 9 de março, Aline dos Santos Viana, de 32 anos, morreu no prédio onde morava na cidade de São Vicente, litoral de São Paulo, depois de ser atacada por um vizinho.

Segundo informações do G1, as câmeras de segurança do condomínio gravaram o momento em que o vigilante Washington, de 36 anos, pediu para que Aline abrisse uma porta para ele, que estava sem chave. Quando Aline ficou de costas para ele, o homem lhe dá um soco e lhe arrasta até a escadaria do local, onde ela foi encontrada sem vida.

Cerca de uma hora depois do ocorrido, o chefe de Aline ligou para seu marido, Charles, dizendo que ela ainda não tinha chego ao serviço. Preocupado, ele pediu para que o síndico olhasse as filmagens das câmeras de segurança, onde viram que a chave da moto da mulher estava na ignição e, logo depois, as agressões e Aline sendo arrastada pelo vizinho.


Direitos autorais: arquivo pessoal.

Washington tinha histórico antigo de vício em drogas, mas estava há pelo menos um ano sem usar entorpecentes, segundo familiares afirmaram à Polícia.

Charles correu para as escadas e viu o corpo de mulher no térreo, perto da escadaria. Logo depois, acionou a Polícia Militar, que encontrou pegadas de sangue que levavam até o apartamento de Washington.

Os policiais tentaram invadir o imóvel, e dissera que Washington disse algumas coisas de dentro do apartamento, mas não conseguiam entender. Ele, então, começou um incêndio e se jogou do 7º andar do prédio. Segundo declarações dos familiares à Polícia, o homem tinha histórico de vício em drogas, mas não usava entorpecentes há pelo menos um ano.


O caso foi registrado como homicídio qualificado no 2º Distrito Policial de São Vicente. O corpo de Aline passou por perícia do IML.

A Polícia Civil está investigando e as causas que podem ter levado à morte de Aline. Charles disse que a mulher “não fez nada”, que apenas foi ser gentil e levou um soco, acrescentado que ela “morreu pra nada, por nada, sem defesa”.

Direitos autorais: reprodução.

Ele também revelou que o casal “evitava” Washington, que não ia com a cara dele e que Aline sentia a mesma coisa.


Segundo Charles, a mulher nunca havia comentado sobre alguma atitude específica do vizinho, mas que acha que ele “ficou de olho” no momento em que Aline ia para o trabalho, aproveitando para atacá-la.

Ele ainda disse que pouco tempo de atacar Aline, Washington tinha brigado com a própria namorada e que como “não conseguiu bater na mulher dele”, acabou pegando Aline.

Depois do acontecido, Charles se mudou do local onde morava há mais de um ano com a mulher e as duas filhas, uma de 7 meses e outra de 3 anos.

Ele ainda deixou um recado para as mulheres, pedindo para que “se cuidem” pois “não estão seguras em lugar nenhum”.


Compartilhe o caso em suas redes sociais.

Depois de passar mal em presídio, Monique, mãe de Henry Borel, é internada

Artigo Anterior

Enfrentando a covid-19, ator e comediante Paulo Gustavo apresenta sinais de evolução

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.