3min. de leitura

Ela sempre dá a volta por cima, porque ela sabe que a lei do retorno não falha!

Ela sempre soube dar a volta por cima. Ela não tem a capacidade de prejudicar ninguém.

Deve ser porque a vida a ensinou a ter modos e a perseverar em nome da sua paz.


Deve ser porque ela sabe e sente que a lei do retorno não falha e que existe algo maior acima da esfera terrestre.

Mesmo tendo o coração por vezes maltratado ela ainda ora, vibra e perdoa. Pede por quem precisa.

Ela jamais se esquece de agradecer e dizer amém. Muitas coisas o tempo levou dela. Muitas coisas ela tentou segurar pra não deixar ir.


Ela teve sorte. Ela teve momentos de viajar pro norte, pro sul, pras delícias do amor inconsequente.

Ela em certos momentos não teve pressa. Em outros se jogou como quem se joga de um abismo esperando que alguém a segurasse pra nunca mais sair dali.

Ela sabe que teve muita história, muito sentimento falso, muita gente indisposta a trocar afeto e sinceridade, No fundo caiu em armadilhas que demorou a sair. Mas ela não deu o troco. Ela deu silêncio, deu muitas vezes indiferença. Ela prefere recolher suas armas e sentir um tempo mais propício pra viver o próprio eu.

Ela muitas vezes durante a madrugada levantou-se andou pela casa, andou pelo quarto. Andou procurando coisas que não soube onde colocou ou simplesmente fez de conta que esqueceu.


Ela tem memória fotográfica. Ela sabe como ninguém que depois de muito ser censurada virou a página. Parou de boicotar-se. Parou de deixar de viver.

Ela sabe que sua idade não é problema. Que a mentalidade de algumas pessoas é tacanha. Que nem sempre dá pra conviver com aquilo que não dá pra digerir. Que ela se sente viva se sente com energia suficiente para desbravar o tempo e que precisa desprender-se de tudo aquilo que não é seu.

Tudo aquilo que ainda a cutuca, provoca e que hoje parou de doer. Ela sabe que amor não se esmola que respeito é troca e que a vida é o altar particular de cada um.

Que entre seu melhor e seu pior é assim. Mas que dentro dele tem muita coisa pra nascer, muita coisa pra querer. Muita coisa pra abraçar e sentir.

Ela é dela e de mais ninguém.

Sempre haverá um tempo diferente do outro. Assim como ela aceita e respeita as diferenças de cada um, ela espera que também seja aceita do jeito que é.

Simples assim..





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.