Família

Ele empurra a cadeira de rodas da mãe durante a maratona e quebra recorde mundial

capa Ele empurra a cadeira de rodas da mae durante a maratona e quebra recorde mundial
Comente!

O atleta espanhol correu mais de 42 quilômetros empurrando sua mãe na cadeira de rodas, mas isso não era o suficiente, ele também queria quebrar o recorde mundial.

Os desafios que vamos nos impondo ao longo da vida são capazes de modificar completamente nossas ações e pensamentos, podendo até influenciar positivamente as pessoas ao nosso redor. Nem sempre é fácil superar as barreiras, mas sabemos, ao mesmo tempo, que uma existência sem tensões faz com que nunca aprendamos nada.

Para o atleta espanhol Eric Domingo Roldan, correr uma maratona empurrando a cadeira de rodas de sua mãe era uma questão de honra. Ele percorreu 42,2 quilômetros, mas achou que o desafio não era suficiente, e decidiu então entrar para o Guiness Book, quebrando o recorde mundial de “maratona mais rápida empurrando uma cadeira de rodas”, que ele finalizou em 2:53:28, segundo seu relato no Instagram.

Em sua publicação, o atleta afirma que não tem palavras para descrever a sensação desse feito, a melhor experiência da sua vida. Ambos tinham um sonho e conseguiram realizá-lo graças ao apoio da família e dos amigos, mas eles sabiam que na hora da corrida estariam sozinhos, precisando funcionar de suporte um para o outro em busca da grande realização.

Eric conta que tinha feito uma promessa à sua mãe e que quebrar o recorde serve para chamar atenção do público para a esclerose múltipla, doença com a qual sua mãe convive. Silvia, sua mãe, também contraiu covid-19 recentemente, e essa foi a forma que o filho encontrou de tentar arrecadar dinheiro para a instituição de caridade para esclerose.

2 Ele empurra a cadeira de rodas da mae durante a maratona e quebra recorde mundial

Direitos autorais: reprodução/ @eeriic.

Em entrevista ao site Runner’s World, o atleta disse que achou que seria um bom desafio para ele e sua mãe, que enfrentou desafios desde criança, e sabia que ela adoraria. Nas redes sociais, ela disse que gosta muito de correr com o filho, que tem a sensação de se encher de vida, de liberdade, além de poder ver as paisagens.

3 Ele empurra a cadeira de rodas da mae durante a maratona e quebra recorde mundial

Direitos autorais: reprodução/ @eeriic.

Essa não foi a primeira vez que mãe e filho tentam quebrar o recorde de maratona mais rápida empurrando uma cadeira de rodas. Ano passado, em Sevilha (Espanha), eles fizeram um tempo de 3:00:30, passando apenas 1 minuto e 21 segundos fora do recorde. A dor de não conseguir figurar no Livro dos Recordes não os abateu, pelo contrário, fez com que se sentissem motivados a treinar mais ainda, com o intuito de fazer melhor este ano.

Dito e feito! Eric explica que as condições pessoais, climáticas e técnicas eram totalmente favoráveis. Eles correram na cidade natal do atleta, o que fez com que ele sentisse ainda mais confiança desde o início da prova, mantendo um bom ritmo do início ao fim. Ele revela que se sentiu feliz do primeiro ao último quilômetro da prova, sua mãe e o público não paravam de torcer por sua vitória, o que, para o atleta, é a melhor parte de correr em dupla.

4 Ele empurra a cadeira de rodas da mae durante a maratona e quebra recorde mundial

Direitos autorais: reprodução/ @eeriic.

Eric conta que, em alguns trechos da prova, foi impossível não se emocionar, principalmente quando lembrava dos momentos difíceis que ele e sua mãe passaram juntos. O amor que a multidão mostrou fez com que se sentisse apoiado, dando forças para continuar em busca da quebra do recorde.

Mas não foi apenas ele que sentiu a ansiedade tomar conta antes da prova, Silvia ficou tão nervosa quanto qualquer outro corredor nos dias anteriores, mas Eric afirma que, assim que começaram a prova, ela se transformou na pessoa mais feliz do mundo, sem parar de sorrir e de aplaudir a cada passo. A mãe ficou surpresa quando se deu conta de que eles já estavam no km 38 da prova, porque o filho foi tão rápido, que ela pensou que estavam cerca de 10 quilômetros para trás.

5 Ele empurra a cadeira de rodas da mae durante a maratona e quebra recorde mundial

Direitos autorais: reprodução/ @eeriic.

Eric conta que passou a prova inteira olhando consistentemente para seu relógio, verificando se estavam dentro do horário e se ainda tinham chances de quebrar o recorde. Assim que cruzou a linha de chegada, seu sonho se tornou realidade, e a única coisa que sentiu, além da felicidade explosiva, foi vontade de abraçar sua mãe. Para o atleta, cruzar a linha de chegada significa que fizeram o que prometeram um ao outro depois de momentos tão difíceis na vida.

Comente!

Há um traje que se adapta a todos os corpos: o abraço

Artigo Anterior

Mãe esfaqueia filha de três anos e joga o corpo no Rio Macaé

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.