publicidade

Elegância mesmo é ser nobre diante daqueles que desejam nos atingir

Em nosso caminho encontramos muitas pessoas maravilhosas dispostas a nos fazer bem e cooperar com nossa felicidade. Não existe nenhum porquê para a gente se desgastar e perder tempo com quem não vale a pena.



Elegância mesmo é ser nobre diante daquele que deseja nos atingir.

O mundo está repleto de pessoas pobres de espírito que tiram nossa paz de espírito. Elas nos colocam para baixo com seu egoísmo e maldade, e nos ferem com suas traições e desafetos, enganando-nos com sua falsidade e dissimulação. E, na maioria das vezes, dói muito. Nosso coração se quebra. Sofremos de angústia e deixamos com que a raiva tome conta dos nossos pensamentos. Mas não podemos nos perder em uma mediocridade que é do outro. Se devolvemos na mesma moeda, estamos nos comportando de uma forma que nós mesmos desprezamos.

Por outro lado, tirar uma pessoa de nossa vida com elegância é fortalecer nossa própria qualidade como ser humano. Eleva nossa autoestima e causa bem-estar, simplesmente, porque uma pessoa de alma boa não precisa:

1. Provar que é melhor

Não entre nessa disputa. Se uma pessoa lhe causou mal, recolha suas qualidades e vá embora com a certeza de que você pode mais. A necessidade de dar o troco para mostrar que também pode é pura perda de tempo. A vida é linda e o tempo prova quem é quem.



2. Falar pelas costas

A ânsia de desmascarar quem nos fez mal é sempre grande.  Apontar seus defeitos, relatar outras maldades cometidas a outras pessoas e até distorcer a realidade para ela pareça pior. Mas isso é um alívio momentâneo, um círculo negativo e viciante de vitimização que não cura a mágoa de fato. Confie no tempo. Mais cedo ou mais tarde, ele diz quem é quem.


3. Ofender

Algumas pessoas extrapolam os limites da ética humana e cometem atentados inimagináveis contra nossa moral ou nosso coração. Vem um ímpeto de explodir, de gritar os piores palavrões, de tocar fundo nas feridas que sabemos que o outro tem. Mas isso só nos faz tão vilões quanto aqueles que nos causaram dor. Além de ser completa falta de educação. Paciência é elegância.


4. Brigar

Entrar em discussões com pessoas que não querem entender o quanto estão equivocadas em seu comportamento não nos leva a nada. Seja indiferente e afaste-se. Mais inútil ainda que a troca de insultos, a agressão física é a resposta dos fracos e destemperados que perdem para seu lado animal, quando sua própria alma não é capaz de achar resposta melhor.



5. Dar o troco

Com a vingança, nós nos igualamos ao nosso inimigo. Sem ela, nós os superamos. Porque dar o troco na mesma moeda significa ter valores iguais em mãos. A melhor vingança é a indiferença, porque significa não ser atingido pelo mal de quem o quis derrubar. Não existe gesto mais elegante do que sorrir genuinamente em paz diante de um desafeto.


6. Tratar mal

Isso significa dar importância para quem lhe fez mal. É mostrar que o golpe o atingiu e que você está ferido. Seja educado, indiferente, mas não trate mal. Assim você vai mostrar ao seu oponente que nada o afeta e ele achará inútil tentar atingi-lo novamente.


7. Indiretas no facebook

Indireta pela internet demonstra total falta de personalidade de olhar nos olhos e ser sincero ou simplesmente mandar uma mensagem no privado. Esconder-se atrás de postagem no facebook é infantil. Resultado de amargura e, muitas vezes, da inveja. É uma necessidade miserável de provar algo para os outros, até porque a possibilidade da pessoa alvo ler e entender é remota. Ou seja, tal inútil atitude não passa de um esconderijo para os covardes.

Então, da próxima vez em que uma pessoa o atingir ou decepcionar, deixando-o triste e cabisbaixo levante a cabeça altivo e siga com elegância, majestade, senão a coroa cai.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: lightwave / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.