Comportamento

Elenco de “Uma babá quase perfeita” se reúne após 30 anos e fala sobre a saudade de Robin Williams!

Foto: Reprodução
capa site Elenco de Uma Baba Quase Perfeita se reune apos 30 anos e fala sobre saudade de Robin Williams

Matthew Lawrence, que interpretava Christopher Hillard no longa-metragem, disse que o ator foi quem o alertou sobre os perigos das drogas, principalmente a cocaína.

Lançado em 1993 no Brasil, o filme “Uma babá quase perfeita” fez parte da infância de muitas crianças daquela década. O longa-metragem conta a história de Daniel Hillard (interpretado por Robin Williams), um pai divorciado que quer passar mais tempo com seus três filhos. Ele planeja então se vestir como uma mulher mais velha, que é contratada como babá das crianças.

A diversão era garantida para aqueles que gostam de comédias mais leves, sendo uma boa escolha para a família inteira ver junta. Três décadas depois do lançamento do filme, muita coisa mudou, mas a pedido da People, os atores se reuniram para lembrar um pouco daqueles momentos, com a ausência sentida de maneira veemente de Robin Williams.

Em 11 de agosto de 2014, Susan Schneider Williams, esposa do ator, levantou-se pela manhã e esperava encontrar o ator já andando pela casa, falando sobre praticar cerca de uma hora de meditação. Já fazia cerca de seis meses que ele estava enfrentando alguns problemas como paranoia, insônia, tinha dificuldades para lembrar suas falas e ficava obcecado com algumas ideias um pouco absurdas.

Naquela noite, Robin Williams tinha tirado a própria vida no quarto em que dormia — ele e a esposa não dividiam mais a mesma cama porque ele tinha sérios problemas com insônia e alucinações, por isso acordava gritando no meio da madrugada. A causa de tudo foi descoberta apenas depois de sua morte: demência com corpos de Lewy, doença que os médicos consideram devastadora.

2 Elenco de Uma Baba Quase Perfeita se reune apos 30 anos e fala sobre saudade de Robin Williams

Direitos autorais: Reprodução/ 20th Century Studios

Reencontro do elenco

No filme da década de 1990, Robin Williams interpretou Daniel Hillard e a senhora Euphegenia Doubtfire, Lisa Jakub interpretou Lydia Hillard, Mara Wilson deu vida a Natalie Hillard, Matthew Lawrence era Christopher Hillard, Sally Field era Miranda Hill e Pierce Brosnan encarnou Stuart Dunmeyer.

3 Elenco de Uma Baba Quase Perfeita se reune apos 30 anos e fala sobre saudade de Robin Williams

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @lisa.jakub

Em entrevista à revista People, Matthew Lawrence revelou que Robin Williams lhe disse à época para “nunca usar drogas”, isso porque enfrentava problemas com o vício na ocasião. Ele ainda contou que o ator tinha sido o primeiro adulto a deixá-lo entender sua condição, saber sobre seus processos dolorosos. Ao mesmo tempo que era brilhante em cena, tinha sua vulnerabilidade, e fazia questão de não esconder, algo de que ele se recorda com carinho.

4 Elenco de Uma Baba Quase Perfeita se reune apos 30 anos e fala sobre saudade de Robin Williams

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @matthewlawrence

O conselho profundo sobre drogas impactou diretamente Lawrence, que fez questão de não usar drogas, especialmente cocaína. Além disso, Robin Williams foi a principal razão de ele ter feito o papel de Christopher Hillard, já que na hora do teste beliscou o menino em um momento que ele tinha que transparecer dor, o que fez com que todos do estúdio caíssem no choro.

Mara Wilson disse no encontro que Robin teve grande influência em quem acabou se tornando, porque também falava muito sobre seus problemas com drogas que impactavam diretamente em sua saúde mental. Como a atriz também teve uma luta contra a ansiedade e a depressão, eles tiveram oportunidades de falar sobre o assunto.

5 Elenco de Uma Baba Quase Perfeita se reune apos 30 anos e fala sobre saudade de Robin Williams

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @marawilson

Para Wilson, o ator fez com que ela percebesse que não existia problema em conversar sobre o assunto, muito menos em ser vulnerável. As conversas com Robin Williams marcaram a primeira vez que uma pessoa se sentou ao seu lado e disse abertamente que não existia problema algum em ter ansiedade e que isso não fazia dela uma “aberração esquisita”.

Com muita sensibilidade, todos se lembraram saudosos do companheiro de profissão considerado um gênio, mostrando-se sempre aberto ao diálogo, que fazia questão de falar sobre suas vivências, o que ajudou muitas pessoas.

0 %