CrônicasRelacionamentos

Em 2017, finalmente te deixarei ir…

em 2017 2

Em meio à confusão, falta de comunicação e desgosto, eu não negarei que o que tínhamos era insubstituível.



As risadas na minha cama pouco antes de adormecermos, as noites bêbadas quando eu te levava para casa sem motivo, ou as vezes em que o nosso silêncio nada nos trazia, além do conforto, não serão apagadas de minha memória. Eu não posso te assegurar que nenhum homem pode superá-lo, mas uma coisa é certa; você sempre será a maior competição na minha vida.

Me disseram que é errado tornar alguém o seu padrão. Talvez tenha sido ainda mais difícil porque eu te coloquei em um pedestal, e nunca tive esse direito.

Eu nunca vou saber se foi por isso que você teve que partir, porque você sentiu que eu estava esperando algo que você nunca poderia dar, mas eu quero que você saiba, eu nunca esperei nada grandioso ou extravagante de você. Você me fez acreditar em algo em que perdi a fé. Você era meu “milagre”.


Mas à medida que nossa distância aumenta e nossos corações se afastam, eu acho que é melhor para mim deixá-lo ir.

Em questão de semanas, estarei te deixando ir. Começar a minha vida de novo, sem você. Eu deveria ter feito isso meses atrás, mas porque começar no meio. Eu nunca fui uma crente de mudança, mas depois de você, aprendi que é possível, porque representa exatamente o que você foi para mim.

Disseram que às vezes a coisa mais amável a fazer é deixar as pessoas ir. E sim, em algumas semanas, eu estarei te deixando ir.

Mas enquanto ainda é 2016, deixe-me apenas dizer isso: Espero que você mude de ideia.


_________

Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Thought Catalog

10 sinais que seu corpo envia quando seu fígado está falhando:

Artigo Anterior

Espere por aquele que realmente se importa sobre como foi o seu dia…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.