publicidade

Emagrecimento x poder emocional

Evidências sugerem que a obesidade está associada tanto a estímulos externos quanto emocionais.

A teoria psicossomática postula que a compulsão alimentar e o comer em resposta a desejos emocionais são causados por uma incapacidade de distinguir estímulos emocionais e biológicos. Várias hipóteses fornecem explicações plausíveis para a forma como esses comportamentos alimentares estão associados com o ganho de peso.



Assim, além do processo de aprendizagem e a educação alimentar, é necessário investigar e enfrentar os processos psicológicos que levam a tais comportamentos.” Ref. Free Brasil, 2016.

Podemos fazer algumas práticas em relação ao nosso corpo e a nossa relação com a comida:

Deixe os seus sentimentos fazerem uma limpeza por todo o seu corpo. Liberar o acúmulo de pensamentos tóxicos, muitas vezes gerados por carência de afeto, sentimento de rejeição e crenças limitantes. Veja como você se sente.

Qual a sensação? Existem medos? Julgamentos? Crenças que são carregadas até hoje?

Muitas vezes as emoções não processadas, não expressadas, reprimidas trazem inúmeros males para nossa saúde emocional.


Ter contato com o corpo é um fator essencial para a saúde integral. Permita-se uma varredura no seu corpo, movimentando-se, exercitando-se e perceba as sensações que você está sentindo nesse exato momento. Expressando-se, através do contato com sua respiração. Perceba seus movimentos e as suas sensações.

Tenha presença e consciência ao momento presente.

Tenha consciência do que você está comendo. Perceba se você está no impulso, no automatismo e na ansiedade com a mente longe do momento presente. Muitas vezes ficar bisbilhotando o celular, etc. Isso faz com que você não saboreie o sabor, o presente momento, a textura, a cor, o aroma, etc.

Tenha momentos de respiração e consciência antes das principais refeições e durante; tenha atenção a cada mordida, sabor, cor e textura. Saboreie!


Tenha consciência da sua percepção corporal e tenha contato com a alegria. Viver o momento presente.

Corpo = matéria = terra = força = estabilidade = sobrevivência. A autoestima é fundamental para não se deixar levar por padronizações e massificações que nos afastam da nossa essência.

“Uma pesquisa realizada pela Unilever para a marca Dove em 2005 mostrou que 89% das brasileiras entre 18 e 64 anos não se sentem bem com sua aparência e 66% das brasileiras já realizaram algum processo ou tratamento de beleza. Também aponta que a baixa autoestima dessas mulheres interfere no seu cotidiano, 69% das brasileiras já deixaram de desenvolver algum tipo de atividade que a deixava exposta, como sair de casa ou trabalhar. Essa pesquisa é a comprovação do quanto a mídia que expõe o ideal estético pode influenciar na vida cotidiana de mulheres, forçando-as a ser inseguras e permissivas, se submetendo a cirurgias que prometem o corpo vendido midiaticamente.” Ref. Em cena saúde mental, 2014.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: djedzura / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.