Pessoas inspiradoras

Empresário aluga casa mobiliada para família sem teto, que morava em carro. Acima de tudo altruísta!

Os pais, que haviam perdido o emprego, receberam ajuda de um empresário desconhecido, que lhes pagou, por um ano, o aluguel de uma casa mobiliada.



A pandemia do novo coronavírus tem afetado a vida de muitas famílias do mundo. Os índices elevados de desemprego, a alta nos preços e o colapso no sistema de saúde acabam fazendo com que as pessoas mais vulneráveis sofram mais com as consequências.

Infelizmente, algumas empresas tiveram que fechar as portas, já que não conseguiram se manter fechadas e lucrativas. Com isso, muitas pessoas foram demitidas, e pequenos empresários viram seus sonhos desmoronarem de uma hora para outra. Mesmo nos países onde a economia foi usada como justificativa para não fazer o isolamento social, os casos de covid e a lotação das UTIs têm causado desemprego.

Em Portugal, uma família passou justamente por esses problemas. Com a pouquíssima renda mensal, Ana Sofia, Jorge e seus dois filhos Pamela e Cristiano foram despejados da casa em que viviam, sendo obrigados a buscar refúgio no único lugar possível: o próprio carro. A história ficou conhecida em Faro, cidade em que moravam, quando saiu no noticiário.


Poderia ser apenas mais uma triste história de pessoas que foram à pobreza vítimas das várias crises desencadeadas no último ano. Mas não foi isso o que aconteceu.

O empresário Jorge Verissimo foi o principal responsável por mudar completamente a vida de uma família inteira, pensando apenas no bem-estar de quem sofre constantemente por não ter teto.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Jorge Verissimo.


O empresário, depois de assistir à notícia, decidiu encontrar aquele casal para ajudá-lo da forma como podia.

Ele usou sua conta no Facebook para explicar que estava em busca de um apartamento mobiliado, em Faro, para que os membros dessa família pudessem viver com dignidade.

Jorge decidiu pagar um ano de aluguel em uma boa casa, e explicou como outras pessoas poderiam ajudar, caso quisessem, em uma postagem que fez.


Jorge afirma que não é rico nem pretende parecer uma pessoa com posses. Criado em uma família modesta, o luxo nunca foi algo valorizado em sua educação mas, sim, a garantia de alguns direitos básicos dos cidadãos, como ter um teto para dormir.

O empresário ainda explica que, além da moradia, a família necessita de várias outras coisas, e deixa o contato da mãe Ana Sofia para que os interessados ajudem.

Comente abaixo e compartilhe nas suas redes sociais!


Cadela que nasceu com a espinha curta é finalmente adotada: “Ser diferente é especial!”

Artigo Anterior

Mulher faz pedidos de delivery extras para que cãozinho possa ver seu entregador favorito

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.