Pessoas inspiradoras

Empresário doa mais de 6 mil cafés e casacos a moradores de rua: “Tratamos todos iguais”

3 capa Empresario doa mais de 6 mil cafes e casacos a moradores de rua Tratamos todos iguais

Peter Thomas convida as pessoas vulneráveis a tomarem uma xícara de café grátis, a comer algum doce, e oferece casacos e itens para ajudar a se esquentar no clima frio de Chicago.



Em tempos de crise, com a alta de desempregos e à beira de uma crise sanitária, o que mais temos visto é a constante propagação de boas ações. Muitas pessoas foram para as ruas, com fome, em busca de uma forma qualquer de ganhar algum dinheiro, mas nem todas conseguem, no fim do dia, alimentar ou aquecer-se.

Algumas pessoas, principalmente as que têm a possibilidade, estão propagando atitudes de carinho e mensagens de amor para as que estão em maior vulnerabilidade. Pensando nisso, Peter Thomas, conhecido como Pilot Pete, dono de uma cafeteria na Estação Elmhurst Metra, reuniu voluntários para distribuir roupas, cobertores e cafés para os desabrigados em Chicago, nos Estados Unidos.

Sua ideia teve início, segundo reportagem do The Independent Newspapers, quando transformou um caminhão de mudanças em um guarda-roupa gigantesco, onde exibia um letreiro: “Café com Propósito”.


Dentro do gigantesco caminhão de mais de 30 metros, Pete instalou uma “loja” ambulante, e passa em diversos pontos da cidade oferecendo cafés quentinhos, casacos, cobertores, luvas, meias e doces, tudo doado pela comunidade.

De acordo com Pete, ele tem organizado doações para pessoas carentes já há alguns anos, mas em 2020, com a pandemia, percebeu que tudo mudou radicalmente. Ele costumava ir aos abrigos para fazer suas doações, mas com a disseminação do novo coronavírus, os abrigos da região foram sumariamente fechados, deixando as pessoas completamente desabrigadas.

3 2 Empresario doa mais de 6 mil cafes e casacos a moradores de rua Tratamos todos iguais

Direitos autorais: reprodução Instagram/@pilotpetescoffee.

Outra coisa que percebeu é que a quantidade de pessoas vulneráveis tem aumentado muito nos últimos anos, na sua região.


Mas, felizmente, a população também tem se interessado cada vez mais pelas ações que ajudam a população vulnerável, e este foi o ano em que mais conseguiu doações, o que demonstra a empatia de todos da comunidade.

Pete oferece cerca de 40 galões de café e costuma complementar a experiência com doces, que recebe de doações, enquanto as pessoas podem confortavelmente escolher no caminhão o que desejam “comprar”, como se fosse uma loja sobre rodas, exceto pelo fato de que nada ali precisa ser pago pelos clientes.

3 3 Empresario doa mais de 6 mil cafes e casacos a moradores de rua Tratamos todos iguais

Direitos autorais: reprodução Instagram/@pilotpetescoffee.

São casacos, cobertores, luvas, cachecóis, chapéus, luvas, meias, botas, produtos de higiene pessoal, entre outros inúmeros itens básicos. Segundo o empresário, este é o sétimo ano consecutivo em que ele realiza esse dia de doações, sendo essa a maior de todas as edições, já que muitos voluntários se ofereceram para doar e ajudar como pudessem.


3 4 Empresario doa mais de 6 mil cafes e casacos a moradores de rua Tratamos todos iguais

Direitos autorais: reprodução Instagram/@pilotpetescoffee.

Depois de coletar todas as doações, um processo que leva tempo, os voluntários precisam classificar tudo, separando roupas infantis de adultos, masculinas de femininas, com os respectivos tamanhos.

O trabalho é grande, mas muitas pessoas se ofereceram para essas funções. Pete ainda conta que muitas crianças costumam participar, o que é algo positivo, já que pode impactar as gerações futuras.

3 5 Empresario doa mais de 6 mil cafes e casacos a moradores de rua Tratamos todos iguais

Direitos autorais: reprodução Instagram/@pilotpetescoffee.


O empresário afirma que este ano constatou que os próprios problemas não são realmente problemas nem chegam perto dos verdadeiros percalços que as pessoas mais vulneráveis enfrentam todos os dias. Elas correm atrás da próxima refeição, de forma humilde e muito agradecida. Algumas vezes, insistem em recusar as doações, porque afirmam que devem existir pessoas em situações ainda piores.

Pete revela que trata todos de forma igual e vai continuar fazendo suas doações.

Que linda iniciativa!

Comente abaixo o que achou e compartilhe este texto nas suas redes sociais!


Tia obriga sobrinho a vender balas na rua depois que ele humilha uma criança pobre

Artigo Anterior

Caixa de supermercado paga compra de mãe que estava sem dinheiro para alimentar os filhos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.