Encontros marcados…

4min. de leitura

E quando tudo parece perdido, quando você se der por vencido, a magia acontece, o encontro que surge, de um acaso que casa com a sua verdade.

Desconfie da máxima que opostos se atraem. Pode ser lá na física… Aqui, em matéria de vida, acredite na mínima – opostos se estranham e iguais se encontram.  Encantam, entonam, dão tom e melodia à música da vida.



Sim, ensinaram-nos errado. Aqui, neste mundo perdido, onde quase nada faz sentido, o sentido só se encontra, quando os dois congregam.

Convergem, emergem, das águas claras e calmas, de rios doces e frios, unindo-se em ideias, projetos, conversas e risos.

Energias harmônicas. Moléculas. Matéria. Partículas. Almas irmãs de outra vida. Vibrações. Raios e química. Microsistemas combinados, na perfeita junção de não haver oposição.


O embate é debate; a discussão, conversa; como ruas paralelas, unidas e próximas, estarão sempre perto. Portos prontos, portões abertos, encaixe de caixas guardadas sob etiquetas coloridas, é parceria. Par, mãos, olhos, ouvidos. Unidos e amigos.

Reescrevendo partituras. Refazendo suas músicas, aquelas outrora escolhidas, em outro ritmo de batida, que perdera todo o tom.

Neste encontro, os ouvidos se unem, ombros se tocam; duas mãos, um encaixe; um abraço suave, que nos toca e faz brisa, arrepia, alisa.

Toque, pele macia, doce aura amiga, com espírito e energia, de luz, brilho e intensidade que se casam com a sua. E então, tudo fará sentido, os porquês dos tropeços, dos tons descombinados, de mundos perdidos, tão opostos ao seu.


E quando tudo parece perdido, quando você se der por vencido, a magia acontece, o encontro que surge, de um acaso que casa com a sua verdade. Que traz amizade, lealdade e volta, uma volta ao começo, um tentar outra vez, o subir dos degraus que houvera caído, pois lá na frente, a trilha te espera. Clara luz cristalina, calma alma altiva, que te espera e inspira.

E do pó fez-se o corpo, e num corpo preenchido, com alma, amor e espírito.

A trindade, o divino – da mudança que chega, quando os céus te enviam, uma alma preenchida.

É vida que muda. O trilho destrava. A marcha o engata, ao novo, ao porto. Um porto que atraca, um laço que abraça, almas antigas, unidas.

Pré vida, pós vida. Irmãs em tantas vidas. Encontro. Partilha.

Certeza aqui fica – agora, outrora, não importa o dia. Quando o encontro é marcado, Céus, terras e mares nos guiam, é reencontro sagrado. Reviva. Bem viva.

É o par, é magia. Esse encontro é marcado. O universo conspira. E se ele o inspira, só aceite e VIVA!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 07/02/2018 às 2:51






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.