publicidade

Energia pura…

E o Criador tinha grande amor pela humanidade, e isso despertou a discordância e oposição de Samael, anjo de inteligência que era próximo ao Criador.

Por discordar, Samael convenceu e reuniu um terço das milícias celestes para “destronar” o criador, e assim, ocupar o seu lugar.



Porém o Arcanjo Miguel, fiel escudeiro e braço direito do Criador, não permitiria que isso ocorresse.

Miguel, tinha também seu fiel escudeiro, o Anjo Gael. Gael era o Anjo da cura, tinha um coração puro e fazia parte da legião de Miguel.

Um dia o Anjo Gael e seu amigo o Anjo Babel (anjo da união) foram visitar um amigo, o Anjo Beliel. Nesta visita, foram surpreendidos ao presenciar e descobrir a traição de Samael. O anjo Beliel, a quem acreditavam ser amigo, fazia parte da milícia de Samael (Lúcifer no catolicismo) e estavam em formação para ataque aos demais Anjos seguidores do Criador.

Ao presenciar a traição, tentaram retornar rapidamente para avisar ao Arcanjo Miguel, porém, foram perseguidos e viram-se obrigados a lutar.


Então, vendo que seria impossível sair dali, Gael e Babel unidos, criaram um pássaro que pôde levar a mensagem até Miguel, eles criaram uma Fênix.

Gael lutava com o traidor Beliel, e ao perceber que Gael venceria a luta, Samael abriu um Portal Dimensional, O Portal do Esquecimento, onde feridos, Gael e Babel foram lançados.

Caindo no Abismo do esquecimento, a última visão de Gael foi da Fênix regressando com Miguel e seus Anjos, ele expressou felicidade por ter seu trabalho feito, caiu no abismo e desapareceu.

Ao cair no abismo, Gael foi lançado a outras dimensões, porém havia esquecido quem era, embora não tenha perdido seus dons.


Vagou por muitos e muitos anos, por vários mundos, fez amizades e inimizades, assumiu várias formas e condutas pertinentes ao local e ambiente ao qual estava. Tornou-se um viajante, não se encontrava em nenhum lugar, sentia-se estranho a qualquer mundo, embora não soubesse mais a qual mundo ele pertencera.

Teve mais de mil faces, mais de mil nomes, e devido a incompreensão de seus dons, e ao seu esquecimento, ele, que era um anjo de cura, acreditou até mesmo ser um demônio.

Logo ele, que foi um anjo leal, que auxiliou Miguel na batalha dos Anjos, avisando a tempo de não serem pegos de surpresa… logo ele que foi o anjo AMIGO.”

________

Direitos autorais da imagem de capa: kmiragaya / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.