Pessoas inspiradoras

Enfermeira com carreira de 50 anos, que recusou aposentadoria, morre de covid-19: “Vivia para isso”

enfermeira com carreira de 50 anos que recusou aposentadoria morre de covid 19 Vivia para isso

Um verdadeiro exemplo de dedicação e amor à profissão. Confira a emocionante história da enfermeira Betty!



Os enfermeiros são alguns dos profissionais de saúde que têm se dedicado de corpo e alma aos seus pacientes durante a pandemia. Vivendo a rotina da covid-19 todos os dias, eles têm se esforçado ao máximo para salvar o máximo de pessoas possível, ainda que isso possa custar as próprias vidas.

A enfermeira estadunidense Betty Grier Gallagher é um exemplo disso. Um dia antes de completar 79 anos, a profissional da linha de frente faleceu de covid-19 após 50 anos de carreira, no mesmo hospital onde trabalhou por quase toda a vida.

Segundo reportagem da CNN, Betty trabalhava à noite no Coosa Valley Medical Center do Alabama. Ela mesma escolheu esse turno, para orientar melhor as enfermeiras mais jovens.


Conhecida pelos colegas de trabalho como “Srta. Betty”, ela tinha um vínculo afetivo com eles, e adorava ser uma espécie de “mãe” para todos, ouvindo e aconselhando-os como podia. Assim como cuidava bem dos colegas, também se dedicava excepcionalmente aos pacientes, sendo considerada a enfermeira preferida de todos.

Quando a pandemia começou, os outros funcionários do hospital pediram a Betty que ficasse em casa, porque sua idade a colocava no grupo de risco, mas ela sabia que era necessária, porque trabalhava como mentora e, portanto, recusou.

Anos atrás, depois de trabalhar na linha de frente no atendimento de vítimas do furacão Katrina, Betty disse que se aposentaria, mas não conseguiu, e seguiu trabalhando.

Seu filho, Carson Grier Jr, contou à CNN que cuidar das outras pessoas era o seu propósito de vida, e que ela vivia para isso. E ele estava certo.


Nikki Jo Hatten, enfermeira e supervisora do pronto-socorro do hospital em que Betty trabalhava, disse que, em 19 de dezembro, notou que a amiga, sempre proativa, estava com falta de ar durante suas rondas e sugeriu que ela fizesse um teste para covid-19, o que Betty rejeitou, afirmando que só estava exausta.

No entanto, no dia seguinte, a equipe de emergência levou Gallaher ao hospital, embora ela não a tenha chamado, porque todos estavam preocupados. Após exames, foi confirmado que ela estava com a doença, e já foi internada.

No entanto, nem mesmo nesses dias ela se desligou do bem-estar dos colegas, e continuou com suas atitudes de gentileza e amor. Eles sempre iam ao seu quarto para lhe fazer companhia.

Depois de alguns dias, o falecimento da querida enfermeira já era esperado, por isso, no dia em que partiria, os colegas lotaram seu quarto, para que ela tivesse certeza de que não estava sozinha.


Como homenagem à Srta. Betty, Hatten publicou um vídeo no TikTok com algumas imagens da enfermeira brincando com os pacientes:

@rnanglerShe left behind a legacy #nurse #emergency #nursing #covid #rip #betty #fyp #imissyou♬ Yellow (Slowed) – Coldplay


Hatten disse que não queria que a amiga fosse esquecida e que todos merecem uma “Betty” por perto.

Realmente emocionante! Temos acompanhado muitos casos de profissionais de saúde que deram exemplo de comprometimento, exercendo sua vocação com amor e dedicação até o fim.


Que a Srta. Betty descanse em paz.

Compartilhe seu exemplo com os amigos através de redes sociais!

Henri Castelli desabafa em vídeo emocionante: “Tem risco de eu ter sequela”

Artigo Anterior

Estudo diz que anticorpo inédito pode ser capaz de prevenir a covid-19!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.