7min. de leitura

Enquanto estou lá, a vida vem passando por aqui…

Para viver uma vida plena você não precisa ir a lugar nenhum que não seja dentro, um mergulho dentro de você, conhecedora do aqui e agora…

De repente olhei para o momento e percebi que eu não estava ali. Não estava vivendo nada, absolutamente nada do que acontecia. Meus pensamentos estavam todos voltados para o dia da viagem ou até quando esse relacionamento iria permanecer assim, ou as contas que chegariam na próxima semana e como eu iria fazer para pagar.


Eu estava distante de mim e estava vivendo distraída, aleatória, quase um fantoche.

Acontece que Deus tem uma forma amorosa de nos mostrar a direção e nos fazer entender o essencial.

Eu não sei quando foi que aconteceu a primeira tomada de consciência, mas algo maior se abriu para que eu entendesse a dimensão de todos os acontecimentos.


Tenho certeza de que, em algum momento da sua vida, você se deslocou da sua casa até o trabalho, sem perceber que estava fazendo isso e quando chegou ao seu destino não lembrou nadinha  do  trajeto percorrido. Quem nunca?

O piloto automático é uma alegria para o ego que não quer acordar, o ego que tanto se tem falado, é o seu eu mais desconectado da fonte, o seu eu que não quer que nada aconteça que provoque grande revoluções internas, o seu ego quer o conforto de viver aleatoriamente, sem querer entender o grande fascínio de viver.

O caminho mais distante do aqui é o lá. Enquanto estamos dentro carro esperando o trânsito se desembolar, nossa mente ativa está pagando as contas, fazendo as compras do mês, fazendo os exercícios da academia, você já se cansa nas primeiras horas do dia, quando poderia estar puramente focada em você, procurar entender os seus sentimentos, se trabalhar de forma leve, buscar internamente algo que você nunca soube sobre seu ser, mas você simplesmente não desliga, fica passando e repassando na mente o que você vai fazer quando chegar lá e tudo isso se resulta  no mal do século, ansiedade.


Estar no aqui e agora nos permite ver a caminhada até o topo da montanha, nos permite viver o caminho com suas belezas e incertezas. Quando me coloco no aqui não existe mais nada, a não ser eu, pura e simplesmente: eu.

Por isso o desapego é a palavra de ordem e colocar em prática é a atitude mais inteligente, quando estamos desapegados todo o resto flui, precisamos soltar esses elos que nos prendem a passados de sofrimento e futuros incertos.

Às vezes, a gente coleciona sofrimento pensando no medo de sofrer, alimentamos relacionamentos vazios porque, lá no futuro, a solidão pode entrar pela porta da sala de estar, então, melhor continuar sofrendo por aqui enquanto se vive ‘o lá’.

Vou lhe contar uma coisa importante: o melhor é sempre agora, você não terá lembranças do lá, porque lá é inalcançável e sua busca é sempre frustrante e cheia de ocupações desnecessárias.

Uma forma de se manter presente é respirar fundo e lembrar que esse momento é tudo que você tem, é dele que sua vida está sendo construída e é dele que virão suas experiências de alegria ou dor. Para isso você pode apenas se tornar consciente de tudo que você tem feito, por exemplo, quando estiver comendo uma maçã, sinta-a com toda a sua alma, coloque-se presente e você vai perceber que a vida tem gosto, tem formas, tem gratidão por toda a parte, tem alegria e tem gente do bem, vai perceber que a vida é muito mais do que se vê nos noticiários de tv.

E sabe aquele amor que você tem medo de viver porque não sabe se vai dar certo? Liberte-se do seu eu no futuro, que fica corrigindo seu presente, que, por acaso, não poderia ser de outra forma que não fosse esse, afinal a sua história é essa, o seu grande despertar é esse, o momento é agora e você habita um ser incrível!

Entregue-se à fascinante viagem de conhecer a si mesmo e eu lhe garanto: você entenderá mistérios e abismos entre si que jamais pensou que havia aí dentro. Tudo isso vem da sua aproximação com o aqui, ele é que lhe permitirá viver uma vida plena.

Para viver uma vida plena você não precisa ir a lugar nenhum que não seja dentro, um mergulho dentro de você, conhecedora do aqui e agora, sabendo que o momento é único e atemporal e que tudo que está lá não é o mesmo de aqui, nem você é a mesma pessoa, o melhor é viver agora, com consciência e responsabilidade pelo seu trilhar sabendo que todos os dias tem os seus momentos mágicos, que cada segundo tem em si a melhor forma de ser, ele não carrega o passado imperfeito  ou o futuro do pretérito, ele tem em si um grande presente e ponto.

Apenas uma advertência: viver o agora não exclui sua responsabilidade a despeito da vida, pelo contrário, inclui responsabilizar-se por tudo que está acontecendo, sabendo que você não leva a culpa por nada, a culpa não precisa existir, mas a responsabilidade é transformadora, libertadora e essencial para viver plenamente o momento. Mas tudo isso vai se abrindo, à medida que você permite a expansão do seu eu maior.

E tem tanta coisa boa para viver agora, são tantos segundos em um minuto para ser você, livre, feliz, e os momentos mágicos que podem mudar todo o resto do que você, antes, acreditaria que poderia ser o seu futuro…

Sendo assim, não há outra opção. Viva plenamente o presente, ele nos conduz sempre à melhor versão da nossa história.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: antonioguillem / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.