3min. de leitura

Enquanto o amor não vem…

Enquanto o amor não vem tenho uma grande missão: guardar o meu coração.

Eu esbanjo alegria para todos os lados. Dou gargalhadas das minhas ratas.


Admiro a vida e a natureza. Contos as estrelas e apaixono-me pelo azul escuro do céu. Viajo e faço novas amizades.

Falo dos meus medos e sonhos que toda moça solteira tem.

Canto uma canção sem sintonia e totalmente desafinada.


E faço quem está à minha volta implorar por silêncio.

Enquanto o amor não vem. Sigo meu caminho livre e sem bagagem desnecessária.

Não questiono Deus, nem perco o meu tempo com murmurações.


Faço desse tempo o meu momento e curto todos os segundos que a vida me oferece.

Enquanto o amor não vem tenho uma grande missão: guardar o meu coração.

Por isso não fico paquerando alguém.

Porque eu sei que o que é para ser meu, virá no tempo certo.

E quando vier saberá que não tem obrigação de me fazer feliz, simplesmente terá que entender que sou resolvida, que amo o que é simples e que apenas tem que entrar no meu ritmo e ser feliz também.

Não vai precisar fazer promessas para me conquistar, pelo contrário, ele entenderá que sou a resposta da sua promessa.

Mas enquanto ele não vem, vou me amar cada vez mais, desfrutar da minha própria companhia.

Quem sabe ele entenda que não precisa estar pronto para amar alguém.

Enquanto o amor não vem, abrirei a janela do quarto admirar o sol que nasce, aproveitar para viver intensamente a vida e sair para correr apreciando o dia, o esporte e os amigos.

Enquanto o amor não vem, farei o que precisa ser feito: ser feliz por inteiro.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: shevtsovy / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.