Enquanto você julga, também se importa como julgam você

Você vive hoje o modo automático em julgar pessoas e você mesmo. Essa cultura do ser humano faz parte de sua existência. Pode não parecer, mas, desde criança, você faz julgamentos. Você julga, o tempo todo, sem parar.

Preste atenção à sua volta, em todos, você julga. De maneira mais intensa ou não, mas todos fazem. Sabe aquele ditado da primeira impressão é a que fica, então, isso porque sua primeira ação é julgar qual é a primeira impressão da pessoa que ficará para você.

Busque por significados da palavra julgar e verá algumas variações como psicológica, onde refere-se a uma avaliação com base em valores pessoais, para proferir uma decisão ou realizar uma ação. Ou então religiosa.

Sabe, quando alguém disse para você que Deus vê tudo, e ele fará o julgamento principal de sua vida? Um momento de ponderação das ações particulares realizadas em vida. E claro, o jurídico, processo cognitivo realizado pelo juiz ao ponderar sobre os argumentos levantados pelas partes:

Ao conhecer alguém você primeiro pensará se poderá confiar, ou respeitar essas pessoas. Depois da base pronta, muitos fatores não farão você mudar de ideia, pois com seu julgamento você acreditará nele até o fim.

Contra fatos não há argumentos não é mesmo? Você julgou confiar em alguém e foi decepcionado, desse momento em diante parou de confiar.

A natureza humana julga se aquela pessoa representa perigo ou não, se é uma ameaça, ou se é mesmo amável e verdadeira.

Você com certeza já julgou a ação de alguém. Hoje na internet se vive um momento de explosão de juízes e juízas, que estão ali prontos a julgar qualquer passo que você der. Mas você já parou para pensar que talvez também seja assim e não perceba?

Acredite, você é julgado o tempo todo, e julga. Mas esses julgamentos atrapalham você? Você importa com a opinião de outras pessoas até que ponto? Deixa de fazer suas vontades por medo desses juízes que estão espalhados por aí?

Acredite, julgar causa diferentes e grandes impactos nas vidas das pessoas. Com certeza você já não gostou e passou por algum julgamento desagradável. Primeiro ponto é que somente você, e mais ninguém, sabe sua verdadeira trajetória e o que passou para chegar até aqui. Cada vida é um mundo, onde tantos acontecimentos fazem parte, e quem está a sua volta não vê.  Os julgamentos são sem critérios e pessoas se colocam no direito de julgar sem saber os motivos, a história de outras pessoas.

Pessoas acreditam que não estão prejudicando ninguém por “apenas” dar sua opinião. O que é necessário hoje é que se sua opinião não for agregar nada, não fale.

Por que é preciso julgar? Você pode aceitar que a sua opinião é só mais uma entre tantas outras possibilidades. Você pode achar isso certo hoje e amanhã não mais. Pode expressar um argumento hoje e no futuro ele não parecer mais tão certo. Assim é com todos na terra.

Pessoas não podem julgar pessoas descontroladamente como hoje, pois todos sabem seus motivos, sofrimentos e vitórias, mas não sabem verdadeiramente do próximo.

Não querer julgar, para não ser julgado. Pare de apontar o dedo e assim pare de se importar como julgam você. Essa natureza humana, um dia, com muita esperança, passará. Quando todos respeitarem mais uns aos outros, os julgamentos serão nuvens levadas embora pelo vento.

Ninguém precisará ficar triste por receber críticas maldosas e comentários ofensivos, que aparecem de pessoas que muitas vezes nem o conhecem.

Substituir por comentários de alegria, essa é a nova ordem. Comente com sorrisos e espalhe alegria na internet. 

Durante a vida, você deverá tomar diferentes atitudes em diferentes momentos, ficará pensando no que isso poderá causar nos juízes de plantão, pois enquanto você julgar alguém, você se importará como julgam você.

Uma vida leve é aquela livre de julgamentos abusivos que controlam sua personalidade. Que controlam suas vontades, por medo. Isso é você se prejulgando pelo olhar dos outros. Você não pode permitir deixar de viver seu propósito, seus sonhos e objetivos pelo olhar de outras pessoas. Você pode ser você, e esquecer o que vão dizer, essa será sua vida daqui para a frente.

Transformar o mundo, é respeitar que tudo muda, o que era ontem, hoje não é mais. É preciso ter responsabilidade, palavras podem iluminar a vida de alguém ou prejudicar de forma inimaginável. Esqueça o modo automático de julgar todos à sua volta, porque aquela pessoa está com pressa, porque tomou aquela decisão, porque o vizinho se mudou.

Saia desse modo de julgamentos e saiba que sua opinião é só mais uma entre tantas e pouca importa para quem conhece sua essência verdadeira.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf Inagens / racorn



Deixe seu comentário