ColunistasSuperação

Então eu compreendi que não preciso ser forte o tempo todo. Isso não me faz fraca, só me faz normal

Então eu compreendi

O dia em que a alegria foi viajar



Quando tirei a aliança do dedo e alterei o status do Facebook para solteira, o mundo desabou. Os planos, sonhos, viagens, os beijos, filmes, tudo acabou. Onde eu estava que não vi a primavera indo embora e trazendo um longo inverno?

Quando o amor acabou? Era para ser “para sempre”. Iríamos envelhecer juntos, esse era o combinado, você me prometeu! 

Por muitos dias eu só enxergava a neblina. A minha vida parecia um filme antigo, totalmente sem cor e desprovido de alegria, que nessa época decidiu viajar e me deixar sozinha no frio. Eu buscava lembranças ruins para me confortar, porém só me lembrava dos carinhos, das brincadeiras e do seu sorriso que iluminava a minha vida. Isso me matava aos poucos.


Como foi difícil aguentar aquele inverno. O frio era tanto que congelava meu coração, a minha alma. Foi insuportável ter que excluir as nossas fotos. E mais difícil ainda responder para os parentes e amigos que não estávamos mais juntos e ter que fingir um sorriso. Foi muito difícil!

Neste período conturbado, a solidão resolveu fazer uma visita. No início eu queria distância dela, jogá-la pela janela, gritar com ela e obrigá-la a trazer a alegria de volta, porém todo o meu drama foi em vão e ela permaneceu.

Ela queria que eu abrisse meu coração e baixasse a guarda, mas eu não queria admitir que tinha perdido a batalha. Eu tinha que mostrar para o mundo que, mesmo que meu coração estivesse em farelos, eu era de ferro e nada me abalava. Até o dia que ela me convenceu e eu resolvi ouvi-la e abraçá-la.

Quando eu estava em seus braços, chorei rios de angústias, frustrações e tudo que estava sufocado dentro de mim.


E foi neste momento que eu aprendi que não preciso ser forte o tempo todo. Posso desabar quando o peso for demais, e isso não me torna uma pessoa fraca, isso me faz normal.  

Com os ombros leves, consegui abrir a janela e, pela primeira vez em muito tempo, ver a alegria voltando com sua mala cheia de sentimentos bons.

Ela estava de volta com as cores e com a vida. Foi nesse dia também que pude tirar o casaco, pois o inverno tinha acabado.

Estava feliz novamente!



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: dmegiasp/123RF Imagens.


Tudo começa pequeno, mas são os pequenos gestos que mudam a realidade

Artigo Anterior

Cura, bênçãos e prosperidade! Confira o top 10 da semana!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.